A doutrina da predestinação prejudica a mente? - 1

É admirável o esforço que alguns teólogos do livre-arbítrio fazem para tentar desacreditar a doutrina da predestinação. Como argumentar a partir de uma exegese bem feita e de uma hermenêutica sadia é arriscado para tal propósito, a estratégia geralmente adotada é de levantar objeções humanistas, que embora padeçam de falta de substância, esbanjam apoio popular. Eventualmente surge alguma “novidade” que parece vai quebrar a mesmice dos argumentos anti-predestinação. Mas no fundo, é mais do mesmo, exceto talvez pelo apelo a uma autoridade diferente.

Penso ser o caso da citação das palavras do psiquiatra adventista Timothy Jennings, que motivou o professor Leandro Quadros a escrever o artigo, cuja manchete sensacionalista diz “Para psiquiatra, doutrina da “dupla predestinação” prejudica a mente”. As palavras do psiquiatra, citadas por um empolgado professor são:
“Um dos métodos que Satanás usa para destruir a razão é convencer as pessoas a crer em antíteses e em coisas que não fazem sentido. Para atingir esse alvo, ele as influencia a desconsiderar a razão, para que aceitem duas coisas que não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo. Por exemplo, Satanás contraria a verdade que Deus é amor, levando-nos a crer que Ele escolhe quem se salvará e quem se perderá, insistindo em que não temos livre-arbítrio nessa questão. Como já vimos, o amor não pode existir sem liberdade. Portanto, as duas crenças se excluem mutuamente. As duas não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo, e a única maneira de acreditar em ambas é renunciando à razão. Numa situação como essa, racionalizamos a contradição, dizendo: ‘Aceito isso pela fé’, o que, conforme já vimos simplesmente não é fé”.
Sinceramente, não acho que seja o caso dos calvinistas renovarem seu estoque de anti-depressivos, nem dos anti-calvinistas ficarem eufóricos. Em que pese a formação do autor da declaração, ela se desmancha como papel em água quando analisadas com alguma atenção, e isto sob vários aspectos, como veremos. A resposta será postada em partes, visando textos curtos, sendo este o primeiro.

1. Resposta científica

Que fique bem claro que não sou qualificado para me pronunciar sobre os aspectos médicos da questão. Mas como a citação do Dr. Timothy Jennings veio somente com o endosso dele próprio, escrevi a ele fazendo duas perguntas: em quais pesquisas científicas ele baseou a relação causal entre crença na doutrina da predestinação e distúrbios mentais e se ele, pessoalmente, já havia atendido algum paciente cujo diagnóstico foi apontado como tendo como causa a crença na predestinação. Até a publicação deste artigo não obtive resposta, e pesquisei nos artigos de sua autoria e não encontrei tais referências. Contudo, isto não pode ser interpretado como significando que tais estudos não existem, apenas que se existentes, não foram indicados.

Por outro lado, pesquisei publicações científicas sobre o tema e cito três artigos técnicos, de publicações especializadas que sugerem que a realidade pode não ser bem assim. Por exemplo, um estudo realizado por uma equipe de psiquiatras comparou setenta pacientes calvinistas com pacientes sem afiliação religiosa. O resultado apresentado foi que calvinistas estritos apresentaram níveis mais baixos de depressão no teste BDI-II (Back Depression Invetory II), especialmente no grupo de sintomas relacionados ao suicídio (A. A. de Lely, W. W. van den Broek, P. G. H. Mulder, T. K. Birkenhäger W. W. van den Broek, P. G. H. Mulder, T. K. Birkenhäger. Symptoms of depression in strict Calvinist patients and in patients without religious affiliations: a comparison). 

Um outro estudo fez o cruzamento dos sintomas de depressão com a filiação denominacional de 3020 cidadãos idosos da Holanda. Calvinistas reformados tiveram o menor índice entre todos os grupos religiosos. Os liberais tiveram os índices mais altos e católicos romanos, outras igrejas e os sem igrejas ficaram na média (Arjan W. Braam, Aartjan T. F. Beekman, Cees P. M. Knipscheer, Dorly J. H. Deeg, Pieter Van Den Eeden, and Willem Van Tilburg. Religious Denomination and Depression in Older Dutch Citizens: Patterns and Models. Journal Aging Health November 1998.). 

Uma terceira pesquisa, realizada com adultos em Nebraska, procurou relacionar o efeito da frequência à igreja na redução dos sintomas de depressão, considerando três grupos: protestantes tradicionais, protestantes evangélicos e católicos romanos. Os três grupos diferiram entre si, mas apenas os protestantes tradicionais apresentaram uma significativa redução dos sintomas de depressão com uma maior frequência à igreja (Philip Schwadel and Christina D. Falci. Interactive Effects of Church Attendance and Religious Tradition on Depressive Symptoms and Positive Affect. Society and Mental Health March 2012 2: 21-34, first published on April 13, 2012).

Portanto, até prova em contrário, devemos considerar que as palavras do referido psiquiatra são no mínimo questionáveis.

Leia a segunda parte de "A doutrina da predestinação prejudica a mente?"

Soli Deo Gloria

41 comentários:

  1. Clóvis, parabéns pelo texto!!!

    Agora, por falar em problemas mentais... Ellen White então seria calvinista?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano,

      Pensei nisso também, mas não estou bem informado sobre esse aspecto da saúde de Ellen White. Tem algum artigo no MCA sobre?

      Em Cristo,

      Excluir
    2. Não... mas um estudo bem completo está aqui:

      http://www.ellenwhiteexposed.com/headinjury.htm

      Acredito que é bem documentado.

      Excluir
    3. Clóvis, recentemente naquele programa 'Bíblia fácil', o pastor adventista disse que Ellen White ficava duas horas sem respirar. Segundo ele, um sinal de que ela era profetisa.

      Excluir
    4. Duas horas sem respirar? Deveria se inscrever naquelas competições sobre quem fica mais tempo debaixo d'água. Seria o recorde perpétuo...

      Em Cristo,

      Excluir
  2. Pelo contrário. Escrevi sobre esse tema. Quero convidá-los a uma leiturazinha:

    http://filosofiacalvinista.blogspot.com.br/2009/03/os-efeitos-psicologicos-do-calvinismo.html

    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo convite e pela indicação do blog. Muito interessante.

      Em Cristo,

      Excluir
  3. Já postei que Deus escolheu a TODOS PARA A SALVAÇÃO. E, QUE A PREDESTINAÇÃO DUPLA É DIABOLICA.
    TODOS PARA A SALVAÇÃO: “Em ti serão benditas TODAS AS FAMÍLIAS DA TERRA”, e “ serão benditas TODAS AS NAÇÕES DA TERRA”, declarou Deus sobre Abraão(Gen. 12:3 e 18:18). Para mim esses dois textos sagrados são o bastante para compreender que só não será bendito aquele que rejeitar, já que Deus declarou “ TODAS AS FAMÍLIAS DA TERRA” e “TODAS AS NAÇÕES DA TERRA”. Veja Paulo confirmando que os descendentes e herdeiros de Abraão conforme a promessa são os que são de Cristo (João 1:12-Gálatas 3:7,26,29-4: 7). E, nesse contexto a Palavra de Deus é explicita ao declarar que Deus deu Seu Filho para que TODO AQUELE QUE NELE CRER TERÁ A VIDA ETERNA (João 3:15 e 16), ou seja, através da fé em Jesus, TODOS SÃO FILHOS E HERDEIROS DE ABRAÃO, FILHOS DE DEUS e herdarão a vida eterna. Vocês confundem eleição com salvação. Veja que no passado Deus elegeu o povo de Israel como povo escolhido, peculiar (Êxodo 19:5,6-Deut. 7:7,8,9-14:2-26:18,19). Mas é notório que nem todo o israelita ou judeu serão salvos. Jesus inclusive declarou que tirou o Reino de Deus do povo de Israel e deu a outro povo (Mat. 21:43 a 46). Aliás, a Palavra de Deus também é explicita ao afirmar que Israel poderá ser como a areia do mar, mas só o remanescente (João 1:12-Gal. 3:7,26,29) será salvo (Rom. 9:27,28,29). A Palavra de Deus é clara ao informar que Balaão foi eleito um profeta por Deus(Num. 22:8 a 13-23:3,,4,5). Mas abandonou o reto caminho, se extraviando escolheu o premio da injustiça, conforme declarou Deus através de Pedro e Judas (II Pedro 2:15-Judas 11). Observe que tanto Pedro como Judas não estão falando do extravio e abandono do reto caminho apenas de Balaão e sim de outros mais que seguiram pelo caminho de balaão. Veja a confirmação:
    Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e VENCIDOS, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, DESVIAREM-SE do santo mandamento que lhes fora dado; Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama. 2 Pedro 2:20-22

    Portanto, Clóvis e demais o Respondendo às suas perguntas 1 e a última parte da 3, ultrapassam a Doutrina de Cristo( II João 9), pois faz de Jesus, do Espírito Santo e de João mentirosos em João 3:15,16,36, e em outros diverso textos da Palavra de Deus.

    A Paz do Senhor Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apareceu quem tem o mesmo problema de Ellen White...

      Excluir
  4. A Paz do Senhor!

    Sou Assembleiano, e como todo bom Assembleiano minha Soteriologia é(por enquanto) arminiana. No entanto tenho revisto meus conceitos. Tenho estudado as Escrituras ultimamente e confesso que tenho tido dificuldade em continuar acreditando que o homem possui o livre-arbítrio. Sinto que "uma nova doutrina" insiste em querer brotar no meu coração. Porém ao mesmo tempo que essa crença brota em meu coração tenho tido receio. Receio devido ao fato de ser Assembleiano, filho de um pastor dessa mesma denominação, e por atuar como Professor de EBD dessa igreja. Ou seja, abandonar o arminianismo e abraçar o calvinismo seria para a maioria dos membros de minha igreja uma "apostasia".

    Amo minha igreja,afinal cresci nela. No entanto tenho tido estas dificuldades. Gostaria de saber qual o conselho que o irmão me daria??

    Me ajude!

    Em Cristo

    Álvaro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado irmão, [me intrometendo!] não acredito que seja necessário encarar a si mesmo como um apóstata em relação aos demais da AD. Viva em paz, ore ao SENHOR e peça que te dê sabedoria para não 'dividir' o grupo local.

      Enquanto denominação vc deve respeitá-la, pessoalmente vc tem direito de pensar diferente em assuntos que não são essenciais (Trindade, Salvação e Bíblia).

      Na minha opinião, calvinismo e arminianismo (histórico) divergem na maneira em que Deus graciosamente aplica a salvação. Mas ambos confiam na graça. Um é soberanamente, o outro em concordância com o homem que foi iluminado.

      O Clóvis terá melhores conselhos...

      Deus te dê Paz!

      Excluir
    2. Álvaro,

      Paz seja contigo. Também sou pentecostal e sirvo numa igreja de tendência arminiana. Pela graça de Deus, sou professor da extensão do Instituto Bíblico da minha denominação e professor de nossa escola bíblica. Sem precisar abrir mão de minhas convicções teológicas.

      Tanto a Assembléia de Deus como a Brasil Para Cristo (a minha) não são arminianas a partir de reflexão teológica, ela herdaram esse sistema meio que por osmose. E hoje, muitos pastores e membros dessas denominações estão examinando suas doutrinas e vendo que o calvinismo é mais bíblico. Aliás, ouso dizer que o pentecostal simples, o crente comum, é um calvinista na prática. Mas ainda está longe o dia em que o calvinismo não será um estranho no ninho pentecostal.

      Muito bem, o que posso lhe dizer? A partir da minha experiência arrisco-me a lhe dar alguns conselhos práticos:

      1. Primeiro, continue a estudar o assunto nas escrituras. Ler sobre a doutrina calvinista para melhor entendê-la é altamente recomendável, mas sua posição, favorável ou contrária, deve sair do estudo cuidadoso da Bíblia. Tenha a coragem de abandonar os seus pressupostos (todos os temos) em favor do que a Bíblia diz.

      2. Não se torne um calvinista chato. Digo isso porque já fui um e pouco proveito isto trouxe a mim e aos meus irmãos. Sempre que questionado a respeito, procure mostrar o que descobriu na Bíblia e pondere os argumentos que lhe apresentarem em contrário. Acima de tudo, ame seus irmãos, que mesmo discordando de você nestes pontos vão estar contigo no céu para sempre.

      3. Não ceda a pressões e perseguições. Jamais tome a inciativa de sair de sua igreja. Mas se por causa da verdade bíblica for considerado apóstata, "colocado no banco" ou posto para fora da igreja, convém ser fiel a Deus e não agradar a homens. E mais uma coisa: por defender a verdade, não conte com blindagem espiritual especial. Os mártires defendiam a verdade, e morreram por isso. Esteja disposto a sofrer pela verdade, é tudo o que Deus nos pede e também um privilégio que nos concede.

      4. Ore, ore muito. Eu não fiz isso como devia, e muita falta me fez.

      5. Finalmente, conte com irmãos que estão vivendo ou viveram a mesma experiência que você, de serem calvinistas em igrejas arminianas. Eles poderão te ajudar, seja com seus acertos, seja com seus erros.

      Em Cristo,

      Excluir
    3. Anônimo assembleiano de28 de maio de 2013 12:46 e demais vejam que interessante que colei de: http://chamabereana.blogspot.com.br/2012/12/o-calvinismo-na-teoria-e-impossibilida.html

      “...Os calvinistas crêem que Cristo morreu apenas pelos eleitos. Obviamente se Ele sacrificou-se na cruz apenas pelos eleitos, então Ele amou somente os eleitos. Conclusão lógica: Deus não ama toda a humanidade, ama somente os eleitos entre os humanos.

      Quando um cristão evangeliza alguém necessita falar do amor de Deus, da morte de Cristo em lugar do pecador por amor a ele. Então é natural que um cristão diga para um não convertido: "Deus te ama, Jesus morreu por você!"

      O problema para um calvinista é que, em fazendo isto, ele estará mentindo na maioria das vezes em que evangelizar. Já que o Senhor Jesus disse que a maioria das pessoas entra pela porta larga que conduz ao caminho largo da eterna perdição, conclue-se que naturalmente evangelizamos com maior frequência pessoas que irão para o inferno, não-eleitas.

      Se eu digo para um não eleito "Jesus te ama, ele se sacrificou na cruz por ti", sendo eu calvinista, estou mentindo, porque no postulado calvinista o Messias não amou nem morreu pelo não-eleito.

      Que grave contradição; para o calvinista cumprir a grande comissão ele precisa pecar, ou seja, mentir com assustadora frequência. Só não peca se não evangelizar. Um momento! Aí cometeria outro pecado, o da desobediência, o da omissão por não cumprir o mandamento do Senhor Jesus do ide, de pregar o evangelho a toda criatura.

      Numa conclusão prematura poderia até parecer que os hipercalvinistas são mais coerentes por entenderem que nem é preciso evangelizar porque todos os eleitos já foram pré-selecionados, não é preciso a evangelização e nem precisam faltar com a verdade também.

      Erram os calvinistas por mentirem a não eleitos que Deus os ama, erram os hipercalvinistas por não evangelizarem desobedecendo ao mandamento da grande comissão. De um modo ou de outro os predestinalistas sempre pecam, evangelizando ou não.


      Nem a conhecida inteligência e erudição dos calvinistas os livra de tatearem no escuro. Nem o surrado clichê que evoca o "mistério" os impede de cair na irracionalidade, no disparate, na insolúvel contradição.

      Quando cumprem o chamado para pregar o evangelho à toda criatura, pecam na maioria das vezes. Para eles é uma quimera falar para não-eleitos "venha para Jesus" ou "Jesus vai perdoar os seus pecados!"

      O argumento de que evangelizam para que os eleitos sejam alcançados é outro desgastado jargão que não desfaz o desfavorável cenário.

      Só um arminiano pode dizer com convicção para qualquer pecador, eleito ou não-eleito, que Deus o ama, que Cristo morreu por ele. Somente um arminiano pode evangelizar sem que a consciência o acuse da possibilidade de estar mentindo ao dizer a um possível não-eleito que Deus o amou, e os possíveis não-eleitos são sempre maioria e mais frequentemente presentes.”.
      Vale ver a conclusão.
      Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br

      Excluir
    4. Já postei que dentre muitos Textos na Palavra de Deus que deixa bem claro que a predestinação dupla (que Deus elege uns para salvar o outros para matar) nasceu na mente de Satanás, existe Um entre outrosTextos que joga uma pá de cal naqueles que ecoam a voz de Satanás com a heresia da predestinação determinista, vejam: “Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”(Mat. 25: 41). Quero chamar atenção para o fato de que o Rei declara que o fogo foi preparado para o diabo e seus anjos e não para os malditos que por escolha estarão a Sua esquerda ou os benditos (Mateus 25:34) que por escolha estarão a Sua direita. Ou seja, o fogo foi preparado para Satanás e seus anjos, e não para o ser humano. Por isso só irá para o fogo, por escolha, por rejeição a Palavra de Deus, por livre arbítrio. Portanto, “irmãos, por trás do ensinamento da predestinação dupla (que Deus elege uns para salvar o outros para matar), satanás está ensinando, insinuando, está fazendo alguns crerem que :
      -ele deixou de ser Lúcifer para ser satanás por eleição de Deus.
      - a terça parte dos anjos foram também predestinados por Deus à tornarem-se demônios.
      -o mal foi predestinado por Deus.
      -o ladrão veio para matar, roubar e destruir por predestinação Divina, ou seja, ele e seus demônios fazem o que fazem Por predestinação de Deus. È isso que Satanás quer que as pessoas pensem.
      Mas queridos, lembram-se, de João 8:44
      Segundo o ensino da predestinação dupla ou determinista, podemos afirmar que Deus predestinou dois sacerdotes para levarem fogo estranho perante a Sua face para assim poder destruí-los e assim mostrar Sua santidade naqueles se achegam a Ele. É o caso de Nadabe e Abiú. Eles foram separados por Deus para ministrar como sacerdotes de Deus, as ‘coisa’ e o povo de Deus, no Tabernáculo de Deus. Eles eram símbolos de Cristo e Seu Ministério a favor da humanidade. Contudo foram fulminados por Deus por levarem “fogo estranho perante a face do Senhor, o que Ele não ordenara”(Lev. 10:1) . Mas observe mais uma vez que embora Nadabe e Abiu foram eleitos para oficiarem como sacerdotes perante Sua Face, os sacerdotes na verdade usaram o livre arbítrio na escolha do fogo estranho e não predestinados ou eleitos para a pratica daquele mal pelo próprio Deus. Pois a ordem do Senhor era não oferecer incenso estranho (Êxodo 30;8,9) ou como diz em Lev. 10 “o que Ele (o Senhor) não ordenara”. É imperativo mencionar que a vontade de Deus é que sejamos “santo como Ele é Santo” e não que levemos fogo estranho perante a sua face. E, que foi Deus quem escolheu Arão e seus filhos Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar para oficiarem como sacerdotes perante Sua Face (Êxodo 28:1).
      Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br

      Excluir
    5. Osmar,

      Que tal em ao invés de papagaiar o que outros escreveram ou repisar a mesma e a mesma coisa, por que não apresenta as declarações bíblicas diretas que mostrem que:

      1. Deus não escolhe os que herdarão a vida eterna.
      2. Se Deus escolhesse, estaria sendo injusto.
      3. Alguns não eleitos crerão e nem todos os eleitos crerão.

      Eu tenho declarações bíblicas diretas que provam o contrário. Você pode fazer as digressões que quiser, mas enquanto não postar, depois de cada uma dessas afirmações declarações bíblicas que objetivamente provem cada uma delas, ficará o seu dito pelo não dito.

      Em Cristo,

      Excluir
    6. 1. Deus não escolhe os que herdarão a vida eterna.
      R: Já postei que Deus já escolheu os que herdarão a terra, você que não aceitou a escolha de Deus nem aceitou a afirmativa postada, veja:
      Paulo confirmando que os descendentes e herdeiros de Abraão conforme a promessa são os que são de Cristo (João 1:12-Gálatas 3:7,26,29-4: 7). E, nesse contexto a Palavra de Deus é explicita ao declarar que Deus deu Seu Filho para que TODO AQUELE QUE NELE CRER TERÁ A VIDA ETERNA (João 3:15 e 16), ou seja, através da fé em Jesus, TODOS SÃO FILHOS E HERDEIROS DE ABRAÃO, FILHOS DE DEUS e herdarão a vida eterna
      “Em ti serão benditas TODAS AS FAMÍLIAS DA TERRA”, e “ serão benditas TODAS AS NAÇÕES DA TERRA”, declarou Deus sobre Abraão(Gen. 12:3 e 18:18).

      2. Se Deus escolhesse, estaria sendo injusto.
      R-1: Deus já escolheu. Efésios 1:3 a 7-João 3:15 e 16. R: 2- Deus não está sendo injusto, nem mesmo com aquele que não crer e com aqueles que:
      “depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro.Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado;Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama
      2 Pedro 2:20-22

      3. Alguns não eleitos crerão e nem todos os eleitos crerão.
      R1- Todos foram eleitos para a salvação, mas nem todos crerão Efésios 1:3 a 7-I Pedro 1:20 – Apoc. 13:8- 2 Pedro 2:20-22 R2-: O povo de Israel foi eleito como povo peculiar de Deus, mas sabemos pela Palavra de Deus, que muitos dentre eles não creram em Jesus como Messias ou não creram em Jesus como Deus em carne, não creram na Palavra de Deus.

      Mas, a verdade é que você exigiu “declarações bíblicas diretas”, mas você mesmo não crer nelas ou só crer quando é conveniente para você. Por exemplo, vou mostrar declarações diretas da Palavra de Deus e gostaria que você me mostrasse “declarações bíblicas diretas” que negasse essa Verdade ou declaração direta contrária:
      “Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia”: a bíblia declarando que Deus chama o Sábado do 7º Dia de: meu santo dia (Isaías 58:13)
      “e chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos”: a bíblia declarando que Deus chama o Sábado do 7º Dia de “santo dia do Senhor” (Isaías 58:13). VOCE PODE ME MOSTRAR NA BIBLIA DECLARAÇÕES DIRETAS QUE FALA QUE O DIA DO SENHOR É O domingo? OU QUE O domingo é o santo dia do SENHOR? OU VOCE VAI USAR DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS NA EXIGENCIA DE “declarações bíblicas diretas”?


      Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br


      Excluir
    7. Osmar,

      Obrigado pela tentativa de oferecer uma base bíblica para as declaração que formulei a partir de suas afirmações. Vejamos se tais bases sustentam o que você diz, começando com a primeira:

      1. Deus não escolhe os que herdarão a vida eterna. Você respondeu que "Deus já escolheu os que herdarão a terra", acrescentando que "os descendentes e herdeiros de Abraão conforme a promessa são os que são de Cristo (João 1:12-Gálatas 3:7,26,29-4:70)". Também que "que Deus deu Seu Filho para que TODO AQUELE QUE NELE CRER TERÁ A VIDA ETERNA (João 3:15 e 16), ou seja, através da fé em Jesus, TODOS SÃO FILHOS E HERDEIROS DE ABRAÃO, FILHOS DE DEUS e herdarão a vida eterna". Outras passagens citadas por você são (Gen. 12:3 e 18:18). Minhas considerações seguem nos próximos comentários:

      Excluir
    8. a) Quando eu disse que Deus escolheu os que iriam se salvar, você disse que eu fiz de Jesus mentiroso. O contrário disso é Deus não escolhe os que herdarão a vida eterna. O que você não foi capaz de demonstrar, pois as passagens que mencionou não negam uma escolha divina. Aliás, você mesmo reconhece que "Deus já escolheu os irão herdar a terra".

      b) Você tanta fazer parecer que Deus escolheu a todos, quando diz que "em ti serão benditas todas as famílias da terra". Porém, o próprio termo "escolher" sugere tomar alguns de uma totalidade". Além disso, quando você usa expressões como "os que são de Cristo", "todo aquele que crê" e "através da fé" está utilizando qualificações que exclui uma parte da humanidade considerada como um todo. Logo, se Deus escolheu para salvar os que vierem a crer, significa que Ele escolheu para a vida eterna os crentes, e não toda a humanidade. Você provou o contrário do que pretendia provar.

      c) O evangelho efetivamente diz "a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome" (Jo 1:12), mas isso não nega a escolha divina, uma vez que o versículo seguinte esclarece o porque e o como vieram a crer: "Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus" (Jo 1:13). Foi o exercício da vontade de Deus, e não do homem, que lhes conferiu vida.

      Excluir
    9. d) Gálatas diz que "os que são da fé são filhos de Abraão" (3:7) e "benditos com o crente Abraão" (3:9), que "todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus" (3:26) e que "se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa" (3:29). Nada disso nega que Deus tenha escolhido os que vão se salvar pela fé em Jesus. Já na abertura da carta Paulo diz que "quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça, revelar seu Filho em mim..." (Gl 1:15-16). Antes de Paulo ter nascido, já havia sido separado (eleito) e no tempo oportuno teve a revelação de Jesus. E isso foi "pela graça" e não por fé ou feitos previstos.

      e) E quando Jesus diz que "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3:16) tampouco nega a eleição para a salvação. Pois afirma simplesmente que aqueles que crerem, e somente esses, terão a vida eterna. Mas não diz como, nem por que eles creem. Mas outro texto diz: "e creram todos os que haviam sido designados para a vida eterna" (At 13:48).

      Excluir
    10. f) Finalmente, quando Deus promete a Abraão "e por meio de você todos os povos da terra serão abençoados" (Gn 12:3) e "por meio dele todas as nações da terra serão abençoadas" (Gn 18:18) não está negando a eleição. Primeiro porque diz "povos" e "nações" e não indivíduos. Segundo que não é o caso de "por serem descendentes de Abraão passaram todos a ser filhos de Abraão" (Rm 9:7), mas "os filhos da promessa é que são considerados descendência de Abraão" (Rm 9:8), os quais são são escolhidos soberanamente, "a fim de que o propósito de Deus conforme a eleição permanecesse, não por obras, mas por aquele que chama" (Rm 9:11-12).

      Concluindo, você não provou que Deus não escolhe os que irão herdar a vida eterna. Apelar para a promessa feita a Abraão não lhe ajudou nisso, pois os incluídos na promessa são, conforme o texto bíblico, os que foram eleitos graciosa e soberanamente por Deus.

      Excluir
    11. Vamos à última parte de sua resposta, na qual destaco o ponto:

      3. Alguns não eleitos crerão e nem todos os eleitos crerão. Você esclarece sua posição dizendo que "todos foram eleitos para a salvação, mas nem todos crerão". As bases bíblicas que apresenta são Ef 1:3-7, 1Pe 1:20, Ap 13:8, 2Pe 2:20-22. Examinemos sua resposta, começando por citar expressamente as passagens citadas:

      "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo. Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença. Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade, para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado. Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus" (Ef 1:3-7)

      "Conhecido antes da criação do mundo, revelado nestes últimos tempos em favor de vocês" (1Pe 1:20)

      "Todos os habitantes da terra adorarão a besta, a saber, todos aqueles que não tiveram seus nomes escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo" (Ap 13:8)

      "Se, tendo escapado das contaminações do mundo por meio do conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, encontram-se novamente nelas enredados e por elas dominados, estão em pior estado do que no princípio. Teria sido melhor que não tivessem conhecido o caminho da justiça, do que, depois de o terem conhecido, voltarem as costas para o santo mandamento que lhes foi transmitido. Confirma-se neles que é verdadeiro o provérbio: "O cão voltou ao seu vômito" e ainda: "A porca lavada voltou a revolver-se na lama". (2Pe 2:20-22)

      Qualquer pessoa que se der ao trabalho de ler essas passagens atentamente verá que elas:

      a) Não ensinam que Deus elegeu todas as pessoas, sem exceção, para a salvação.

      Ef 1:3-7 não está se referindo a todo mundo. Universalizar essa passagem implica dizer que 100% das pessoas do mundo foram abençoadas com toda sorte de bênção espirituais em Cristo, creram no evangelho, foram redimidos, foram selados com o Espírito Santo e estão sendo santificados. Para mais detalhes, leia clique aqui. Já as passagens de 1Pe 1:20 e 2Pe 2:20-22 não tratam da doutrina da eleição. Quanto a Ap 13:8, ela afirma que nem todos foram eleitos, haja vista que fala daqueles "que não tiveram seus nomes escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo".

      b) Não ensinam que nem todos os eleitos não crerão.

      Efésios 1 declara explicitamente que todos que Deus "escolheu nele antes da criação do mundo", no tempo oportuno "ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou" e "foram selados com o Espírito Santo da promessa" (Ef 1:13). 1Pe 1:20 e Ap 13:8 nada falam sobre eleitos crerem ou não. E 2Pe 2:20-22 fala de cães voltando ao vômito e porcas ao lamaçal, nada diz sobre ovelhas nem insinua que algum eleito não chegará a fé.

      Em Cristo,

      Excluir
    12. Álvaro, eu já quebrei minha cuca aqui, e também com Pastores que acreditam em predestinação e cheguei a seguinte conclusão:

      -Continue servindo a Deus da melhor maneira possível e aceite o seu IDE e pregue para tantas pessoas você puder, faça o possível para que elas entendam o plano de salvação para sua real conversão...ajude tantos quantos puder ajudar, demonstre amor ao próximo e viva sua vida na dependencia de Deus, orando e decorando as escrituras...

      O resto meu caro, é resto...ninguem vai ser salvo só pelo fato de ser arminiano ou calvinista...esqueça isso...é o melhor que você possa fazer.

      Essa coisa de predestinação/arminiano acaba confundindo tudo...continue com sua vida em paz e mire somente a Cruz.

      Um abraço e Deus te abençoe!

      Excluir
    13. E Clóvis...depois de muito andar poraqui (e ainda ando pq gosto do seu blog) eu rejeitei completamente a doutrina da predestinação...depois de ler a bíblia 3x e me deparando com :

      1 Timóteo 2:
      3 Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador,
      4 que deseja que TODOS os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.
      5 Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus,
      6 o qual se entregou a si mesmo como resgate por TODOS. Esse foi o testemunho dado em seu próprio tempo.

      Mas não julgo errado a doutrina da predestinação...para mim, somente mais uma linha de pensamento.

      Abraço!

      Excluir
    14. Puxa vida agora eu quebrei a minha cuca por aqui!!!

      O Ortega disse que: "rejeitou completamente a doutrina da predestinação" e depois diz: "Mas não julgo errado a doutrina da predestinação." Jesusss

      Na Paz do Cordeiro

      Anderson Demoliner

      Sola Gratia

      Excluir
    15. Ortega na questão desses textos é muito importante entender o significado da palavra TODOS na Bíblia, quando a Bíblia diz que todo o povo de Israel ia para a peleja, todo mundo entende que as mulheres e crianças ficavam em casa, e não iam para batalha, a palavra todos em muita das vezes significa maior parte de um grupo, não todos literalmente.

      Em Marcos 1:5 fala que toda a província da Judéia e os de Jerusalém iam até João Batista e era batizada por ele, porém em Mateus 3:7 vemos que os fariseus não eram batizados por ele, antes eram por ele advertidos a produzir frutos dignos de arrependimento.

      Excluir
    16. Anderson, o fato de eu não crer em uma doutrina não me leva a julgar se é certa ou errada, correto? Aprenda pelo menos a ler.


      Pedro, alguns TODOS da Bíblia condiz a TODA HUMANIDADE ... e não somente com os que vão a luta, que é fácil compreender um e outro.

      Abraço!

      Excluir
    17. Ortega,

      Seu conselho ao Álvaro seria bom, não fosse alguns senões.

      Pregar o evangelho está implícito dizer qual é a condição do homem diante de Deus (condenado) e sua incapacidade de mudar isso (depravação). O cairá num ponto de controvérsia arminiana/calvinista. E, caso essa pessoa venha crer, você dirá a ela que está salva hoje, mas que quanto a estar salva amanhã vai depender dela conseguir manter-se fiel ou da fidelidade de Deus? Aí temos outro ponto controverso.

      Além disso, não temos ordem para "decorar as escrituras", e sim para examiná-la e interpretá-la. Ao fazer isso, com certeza a pessoa se deparará com questões relativas ao "plano de salvação" referido por você, e terá que levá-las em consideração em seus estudos.

      Portanto, quando alguém diz "deixe de lado essas questões e pregue o evangelho", na maioria das vezes está dizendo "continue arminiano, só não assuma o rótulo".

      Em Cristo,

      Excluir
    18. Ah...tb não sou a favor em totalidade do arminianismo ;-)

      Excluir
    19. Ortega,

      Seu conselho ao Álvaro seria bom, não fosse alguns senões.

      Pregar o evangelho está implícito dizer qual é a condição do homem diante de Deus (condenado) e sua incapacidade de mudar isso (depravação). O cairá num ponto de controvérsia arminiana/calvinista. E, caso essa pessoa venha crer, você dirá a ela que está salva hoje, mas que quanto a estar salva amanhã vai depender dela conseguir manter-se fiel ou da fidelidade de Deus? Aí temos outro ponto controverso.

      Além disso, não temos ordem para "decorar as escrituras", e sim para examiná-la e interpretá-la. Ao fazer isso, com certeza a pessoa se deparará com questões relativas ao "plano de salvação" referido por você, e terá que levá-las em consideração em seus estudos.

      Portanto, quando alguém diz "deixe de lado essas questões e pregue o evangelho", na maioria das vezes está dizendo "continue arminiano, só não assuma o rótulo".

      Em Cristo,

      Excluir
    20. Ortega,

      Parece-me que você, depois de ler a Bíblia 3 vezes, ainda está confuso. Veja que você diz "eu rejeitei completamente a doutrina da predestinação" mas no mesmo embalo assevera "não julgo errado a doutrina da predestinação". Ora, se a predestinação não é errada, por que a rejeita completamente? Não gosta das coisas certas?

      Quanto a 1Tm 2:3-6, pergunto se é o único texto em que você se baseia para negar a doutrina da predestinação? Pois ele não me parece definitivo contra a doutrina da predestinação. A questão que ela levanta não é se Deus predestinou alguns para a salvação, e sim, se Ele deseja salvar a todos, por que não o faz?

      De qualquer modo, se desejar conhecer e comentar o que escrevi sobre essa passagem, leia o artigo Deus quer salvar a todos.

      Em Cristo,

      Excluir
    21. Ortega,

      Finalmente, você disse ao Anderson:

      "...o fato de eu não crer em uma doutrina não me leva a julgar se é certa ou errada, correto? Aprenda pelo menos a ler."

      Confesso que minha dificuldade não foi em ler, e sim, entender. Quer dizer que para crermos numa doutrina é indiferente se ela é certa ou errada?

      Em Cristo,

      Excluir
    22. Valeu Clóvis você tirou as palavras da minha boca!!! Confesso que não havia entendido o comentário, do Ortega, que especifiquei logo acima. Mas, ele falou que eu não sabia ler.

      OBS.: Clóvis seus estudos continuam sendo muito edificantes!!

      Fiquem na Paz do Cordeiro

      Anderson Demoliner

      Sola Gratia

      Excluir
  5. Clóvis

    Primeiramente quero lhe agradecer pela boa vontade em me responder. Obrigado, pelos conselhos!

    O meu conhecimento a respeito da doutrina calvinista é muito bom, no entanto quero me aprofundar mais e mais. Peço ao irmão que me indique alguns materiais reformados que me ajudem na busca de uma melhor compreensão sobre o assunto. Desde já agradeço!

    Em Cristo,

    Álvaro

    ResponderExcluir
  6. Quanto à sua resposta ao item:

    2. Se Deus escolhesse, estaria sendo injusto.

    Não tenho nada a comentar ou acrescentar.

    Em Cristo,

    ResponderExcluir
  7. Quanto à parte de seu comentário em que apresenta a passagem:

    "Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia (Is 58:13)"

    Respondo-lhe o seguinte:

    Sim, Isaías 58:13 refere-se ao sábado, o sétimo dia da semana. Não tenho nenhum problema em admitir isso.

    Você vê algum problema em admitir que a lua nova é o aspecto lunar que sucede a fase minguante e precede a fase crescente?

    Em Cristo,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clovis, cadê o Respondendo às suas perguntas 1,2 3?
      Deus sabe, Deus houve e Deus vê TUDO.
      Portanto, Clóvis e demais o Respondendo às suas perguntas 1 e a última parte da 3, ultrapassam a Doutrina de Cristo( II João 9), pois faz de Jesus, do Espírito Santo e de João MENTIROSOS EM João 3:15,16,36, e em outros diverso textos da Palavra de Deus

      Eu disse que Deus escolheu todos para a vida eterna, com ressalva de que: “...que só não será bendito aquele que rejeitar”(escolha).

      Escrevi que: “gostaria que você me mostrasse “declarações bíblicas diretas” que negasse essa Verdade ou declaração direta contrária”. Mas que Verdade.
      R: O Sábado como Dia do Senhor que deve ser chamado “meu santo dia” e “chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares”
      E, perguntei:
      VOCÊ PODE ME MOSTRAR NA BÍBLIA DECLARAÇÕES DIRETAS QUE FALA QUE O DIA DO SENHOR É O domingo? OU QUE O domingo é o santo dia do SENHOR? OU VOCÊ VAI USAR DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS NA EXIGÊNCIA DE “declarações bíblicas diretas”?
      Estou aguardando.
      Osmar Ferrreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br

      Excluir
    2. Osmar,

      Está nesta mesma página, um pouco mais acima. Encontrou?

      Em Cristo,

      Excluir
    3. Ora, (Clovis) “tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão” Gálatas 3:8-9
      Nisto (Clovis) não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa Gálatas 3:28-29.
      Além de que Clovis, se “pela desobediência de um só homem veio o juízo SOBRE TODOS OD HOMENS PARA CONDENAÇÃO ASSIM TAMBEM, POR UM SÓ ATO DE JUSTIÇA, VEIO A GRAÇA SOBRE TODOS (TODOS,TODOS) OS HOMENS PARA JUSTIFICAÇÃO QUE DÁ VIDA” (Rom. 5:18).
      Portanto, Clóvis e demais o Respondendo às suas perguntas 1 e a última parte da 3, ultrapassam a Doutrina de Cristo( II João 9), pois faz de Jesus, do Espírito Santo e de João mentirosos em João 3:15,16,36, e em outros diverso textos da Palavra de Deus.

      Ainda sobre a predestinação dupla ou determinista, percebe-se que tal ensino é semelhante a doutrina da seleção natural. Sendo que a predestinação determinista segundo eles, é de origem Divina, já que os defensores dessa heresia afirmam que há pessoas que foram selecionadas por Deus como pessoas fortes para Salvação antes da entrada do pecado. A pregação da predestinação dupla trás na entrelinhas que Deus predestinou Lúcifer para ser Satanás, bem como predestinou a entrada do pecado. Seleção de pessoas que a despeito da própria vontade serão salvas ou salvas por não terem vontade própria, e sim pela soberania de Deus, enquanto outros são considerados fracos pelo fato de não terem sidos selecionados por Deus para a vida Eterna, mesmo se aceitarem a Cristo como Salvador, já que segundo tal ensino, já existem os eleitos. O que se percebe é que a diferença entre a seleção natural e a seleção pela predestinação dupla é a origem, já que segundo tais ensinadores, foi Deus que em Sua Soberania selecionou antes, ou pré-selecionou, uns para a Salvação e outros para a DESGRAÇA.
      Osmar Ferrreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br

      Excluir
  8. A predestinação é um assunto que envolve muita polêmica e dificuldade de entendimento e aceitação, mas ela tá na Bíblia, existe um princípio básico de hermenêutica do qual Lutero falava, que o implícito deve ser analisado a luz do explícito, embora haja na Bíblia passagens que venham a chamar o homem ao arrependimento, a Bíblia é bem clara quando fiz que os homens não podem escolher Deus sem que Deus lhe dê capacidade para isso, a fé é Dom de Deus, Efésios 2:8, e que ninguém pode ir a Cristo sem isso lhe ser concedido pelo Pai, João 6: 65

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas Pedro, a Predestinação para a Salvação é bíblica. O que não é bíblico é a predestinação dupla ou determinista. A predestinação dupla ensina que Deus escolheu uns para a Salvação e outros para a perdição. Ou seja, joga na conta de Deus a predestinação de Lúcifer em satanás e dos anjos que foram expulso do céu, em demônios. A predestinação da entrada do pecado. A predestinação do pecado de Adão. O Dom é de Deus, mas a resposta é da pessoa. Realmente "ninguém pode ir a Cristo sem isso lhe ser concedido pelo Pai, João 6: 65". Mas o Pai já concedeu, veja:
      “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (João 3:16-17). “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (João 5:24). “Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim.”
      João 6:57. Não se pode confundir eleição para ofício com eleição dupla para salvação: exemplo: o povo de Israel foi eleito povo peculiar de Deus. Contudo, muitos israelitas e judeus perderam a salvação: “Também Isaías clama acerca de Israel: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.”
      (Romanos 9:27). Veja II Pedro 2: 20,21,22, outros exemplos de pessoas que haviam escapados das corrupções do mundo, ou seja, salvas, conheciam o caminho da justiça e desviaram-se do santo mandamento que lhes fora dado, mas se envolveram e foram vencidas pela pratica do pecado. Observe que a Palavra de Deus garante que elas “depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro”.
      Osmar Ferrreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br

      Excluir
    2. Entendo que não existe essa dupla predestinação, a predestinação é para a vida eterna, eu sempre imagino essa situação da seguinte forma, Deus dá a oportunidade para as pessoas o escolherem, mas os homens preferiram barrabás. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
      João 3:19

      Penso que é como se todos estivessem se afogando e Deus jogasse a bóia e ninguém quer segurá-la, como no caso de Deus sempre enviava os seus profetas e mesmo assim o povo matava os profetas, logo ou Deus escolhe salvar algumas pessoas, ou todos irão morrer,o homem também não pode compreender Deus pela razão.Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. I Coríntios 2:14
      E em Romanos fala que ninguém busca a Deus.Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.
      Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus.
      Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.
      Romanos 3:10-12

      A passagem de Pedro fala de resgatar no sentido de livrar, Deus resgatou o povo de Israel do Egito mas nem todos eles se salvaram na caminhada do deserto, Pedro até fala que a porca lavada voltou ao espojadouro de lama. ele não diz ovelha lavada e sim porca.

      Mas eu tenho um certo receio com o 4 ponto do Calvinismo, mas uma coisa é certa, depois que a pessoa ponhe a sua fé em Cristo ela não se perderá jamais.
      Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora
      João 6:37
      As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;
      E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.
      João 10:27-28

      Excluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.