48 textos mal utilizados por Leandro Quadros - Gn 3:15


O professor Leandro escreveu um texto extremamente longo para defender seus dois pontos adventistas:

1 - Toda a humanidade sem exceção está predestinada para a salvação.
2 - Todos os homens tem o livre-arbítrio e podem usá-lo para deixar de ser predestinado.


e para discordar dos Cinco Pontos Calvinistas:

1 - Todos os homens estão perdidos por causa de seus pecados e são naturalmente incapazes de ouvir, entender, desejar e aceitar o evangelho por si mesmos.
2 - Deus soberana e graciosamente escolheu na eternidade, os que seriam feitos recipientes da salvação.
3 - Jesus morreu na cruz para salvar aqueles que foram eleitos pelo Pai.
4 - O Espírito Santo chama eficazmente os que foram eleitos pelo Pai e remidos por Cristo.
5 - Todos os que foram eleitos pelo Pai, comprados por Cristo e regenerados pelo Espírito perseverarão até o fim.


No seu longo e digressivo texto ele diz mencionar 48 (eu contei 56) passagens bíblicas que supostamente apoiam a predestinação universal e anulam as doutrinas da graça. Num outro texto com as mesmas características reclamou que em resposta a ele o irmão Helder Nozima citou apenas 12 passagens bíblicas e insinuou que eu não tinha lido as passagens citadas por ele.

Não pretendo entrar numa guerra de versículos com a estratégia de seleção da amostra. Tenho para mim que a quantidade de textos-prova utilizados não decide uma questão, pois as citações podem ter sido feitas fora de seus contextos ou utilizando-se passagens irrelevantes para o tema. O melhor é analisar cada passagem para ver se servem ao uso que se pretende. Principiarei isso e não a outras passagens, exceto o contexto imediato, quando for o caso.

Para cada texto mencionado pelo professor, deve-se perguntar ao texto:

1. Ensina, nega ou não diz respeito aos dois pontos do professor?
2. Ensina, nega ou não dizem respeito aos cinco pontos dos calvinistas?
1. Gn 3:15


"E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar"

A passagem afirma a inimizade entre a mulher e a serpente e que Cristo esmagaria a cabeça de Satanás enquanto este lhe feriria o calcanhar. O texto é a primeira promessa messiânica, por isso chamada de proto-evangelho, e nada diz sobre eleição, predestinação ou livre-arbítrio. Portanto, a passagem não diz respeito aos pontos defendidos pelo professor. Embora faça referência ao ato da expiação, não permite conclusões sobre a extensão da mesma. Assim, a passagem não tem relevância no debate em curso.

Posts da Série: [Gn 3:15] [Gn 12:3

15 comentários:

  1. Ou seja, uma prova inapropriada.

    ResponderExcluir
  2. 1º Ponto – Esse funciona como um verdadeiro relógio antigo. Com suas peças bem fabricadas e trabalhadas, que chega a chamar a admiração de muitos, todavia, velho e quebrado. E todos sabem que um relógio quebrado estará certo duas vezes ao dia. É verdade que os homens estão perdidos por causa de seus pecados. Isto é chover no molhado. Mas, a afirmação de que os homens são naturalmente incapazes de ouvir, entender, desejar e aceitar o evangelho por si mesmos é conversa para tentar acalentar o boi e fazê-lo dormir. Se o homem fosse incapaz de, pelo menos, ouvir e entender o Evangelho da Graça soaria estranha, no mínimo, a afirmação do Senhor ao dizer: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” Marcos 16:15,16. O evangelho que é difícil de ouvir, entender e desejar é o evangelho dos Cinco Pontos Calvinista, evangelho totalmente diferente do Evangelho da Graça do Senhor Jesus. Se, no momento em que o Senhor ordenou o “Ide por todo mundo e pregai a toda criatura”, estivesse ali um calvinista do pé roxo, este tal discípulo de Calvino diria: “___ Ei, Senhor, estais enganado. Ir por todo o mundo será inútil, pois os homens são incapazes de, se quer, entender esse evangelho, quanto mais de aceita-lo”. Aos que defendem o 1º Ponto Calvinista, explique-se ao Senhor!

    2º Ponto – Quem foi que disse que Deus, lá da eternidade, escolheu os que seriam feitos recipientes da salvação? Esta história não parece fabricada em laboratório particular? Claro que sim! E duvidamos quem já não tenha representado em peça teatral Deus na eternidade escolhendo quem gozaria da eternidade ou não. Isso é, para ficar somente no eufemismo, obra da carne. Contrariando os inventores desta coisa esquisita, diz a Palavra Daquele que “quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade (I Timóteo 2:4): “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16. Ora, de uma só vez somos informados pelas Sagradas Letras que a vontade de Deus é salvar a todos porque ama a todos. Se Deus quer e Deus ama a TODOS, porque haveria de ESCOLHER ALGUNS? Essa teoria, se não for esquisita, é pura má fé e pretensão religiosa misturada com um certo tipo de inimizade com o que foi realizado na cruz. Misericórdia!

    3º Ponto – Cabe aqui o ditado popular: se não fosse trágico, seria cômico! Não sabemos se é melhor rir com tanta comédia ou se chorar seria melhor devido a tanta desgraça junta. A afirmação feita no Ponto 3 do Calvinismos não cabe nem na cabeça de um alfinete, quanto mais na cabeça de um ser pensante. É por essas e outras coisas que o Cristianismo se transformou numa briga de foice no escuro. Se o Senhor morreu na cruz somente pelos “eleitos”, o sacrifício do Senhor teria falhado por não ser capaz de atingir todo aquele que apelasse para este sacrifício, tornando-se assim propiciação de quem invocasse o nome do Senhor. Mas graças a Deus que isto não combina com o caráter do Eterno. “Porque todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo.” Romanos 10:13. Se o apóstolo Paulo afirmou, inspirado pelo Santo Espírito de Deus, que todo o que invocar o nome do Senhor será salvo, por quem estará sendo inspirado os que pregam que o sacrifício do Senhor não consegue atingir a todos? Ora, em que consiste o evangelho de Cristo se não no sacrifício perfeito realizado na cruz? Sabendo disso, afirmou o apóstolo: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.” Romanos 1:16. E agora? O poder de Deus falhou a ponto de não poder alcançar a todos? De jeito nenhum! Vá de retro!

    ResponderExcluir
  3. 4º Ponto – O 4º Ponto Calvinista já é desespero de um desesperado. A despeito do Santo Espírito de Deus somos informados, não por Calvino e seu grupo, mas pelas Sagradas Escritura: “E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.” João 16:8. O Espírito Santo não sai chamando e arrastando a força as pessoas por aí! A tarefa do Santo Espírito é convencer! E só se pode convencer alguém se este alguém não padecer de nenhum transtorno mental sendo assim capaz de ouvir, entender, desejar e aceitar o evangelho, diferentemente do que prega os Cinco Pontos Calvinista. Agora, somente se alguém levou uma pancada forte na cabeça ao ponto de atingir a parte responsável pela razão é que anda pregando um chamado irresistível, a força, por parte do Santo Espírito. Coisa pra lá de maluca criada no mais devaneio do fanatismo religioso.

    5º Ponto – Neste ponto, podemos dizer que chegamos ao mito do Calvinismo. Mito no sentido mesmo que o Mito tem: narrativa fantasiosa de um fenômeno para o qual não se tem conhecimento suficiente para dominá-lo e desvendá-lo. Perguntas que valem a pena fazer: a salvação é um ato de fé confiança ou é um processo de perseverança? A salvação foi consumada de forma perfeita pela morte e ressurreição do Senhor ou ainda depende de uma perseverança que se dá ao longo da vida de um pré-determinado para a salvação? Não conhecer as Escrituras e char que conhece leva a isso: ao erro! Onde está escrito que, para se ter a salvação eterna, é necessário persevera até ao fim? Como querer merecer é coisa própria de incrédulo, esses tais se agarram em Mateus 24:13: “Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo”. Em Mateus 24:13 o Senhor falava de Sua vinda e não da salvação eterna. O contexto imediato está em Mateus 24:3: “E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?”. Aliás, todo capítulo 24 e 25 de Mateus fala exclusivamente da vinda do Senhor em glória quando todo o olho O verá. “Aquele que persevera até ao fim”? Que fim? Aquele israelita que durante a grande tribulação descrita no versículo 21 do mesmo capítulo perseverar até ao fim desta tribulação será salvo. Mas salvo da morte física, descrita no versículo 22, e não salvação eterna. O versículo 13 do capítulo 24 de Mateus não fala e nunca falou de salvação eterna, pelo contrário, fala da salvação da morte física e somente para os filhos de Israel, que naquela época estarão na Judeia, Mateus 24:16. Todo aquele que um dia invocou o nome do Senhor como único e suficiente salvador pessoal não precisa andar perseverando para sua salvação. Isso se dá o nome de salvação pelas obras, coisa tão combatida pelos calvinistas. Termina nisso. Coisa própria de incrédulos dando uma de religioso.

    Como se vê, o calvinismo tem muito que explicar diante dos olhos severos do Senhor. Seus tratados não valem. Seus concílios não valem. Suas bulas não passam de um tostão furado! Quem não deve não teme!

    Este comentário também está disponível no blog www.pregaiboasnovas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo você por aqui!!! Pensei que já tivesse sido arrebatado!!! o_O

      Talvez o relógio do seu deus esteja quebrado... Já tem alguma nova data?

      Gostei da sua frase "Não conhecer as Escrituras e char (sic) que conhece leva a isso: ao erro!"

      Me desculpe, mas aquela sua marcação de data foi marcante!!

      Excluir
  4. kkkkkkk Gostei da lembrança Ednaldo. Tava adormecida dentro de mim. Vamos admitir que foi uma "marcação de data" e um grande erro. Ok! Mas um erro que transforma-se-á numa grande verdade! E é o que todo "predestinado" anela, sim ou não? Não tem pecado nisso! Agora, os 5 Pontos lá em cima tá pra lá de Bagdá! Não é verdade e nunca será! Misericórdia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, marcar a data da volta de Cristo, contrariando as advertências que o Mestre fez é uma coisinha sem importância. Heresia das brabas mesmo, daquelas de fazer o sujeito fritar no mármore do inferno é dizer que Deus é soberano na salvação.

      Charles Taze Russel cometeu um deslize, uma bobagem de nada. Já Calvino deve estar tostando no inferno...

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  5. Sinto que os arminianos não entenderam realmente o Calvinismo; por isso o criticam tanto. Na minha simples visão as coisas são bem simples, não precisa de tanta discussão sobre o tema, e teorias cosmicas, como faz o irmão acima.
    1º ponto - significa que todo homem na condição de pecador, não busca a Deus.Ele é incapaz de responder corretamente a Deus. Ele pode estar procurando tudo, menos Deus. Ele está como Adão após a queda, escondido atrás do arbusto.
    Principais versiculos: Rm 1:18-25 "Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
    Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
    Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
    E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
    Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
    Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém."
    Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.

    Romanos 3:10-18 descreve bem a condição atual do homem sem Deus:
    "Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus.
    Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios;Cuja boca está cheia de maldição e amargura.
    Os seus pés são ligeiros para derramar sangue.Em seus caminhos há destruição e miséria; E não conheceram o caminho da paz.Não há temor de Deus diante de seus olhos"

    mais alguns: Ef 2:1 "E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,"

    Efésios 4:18-19 "Entenebrecidos no entendimento, alheios a vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
    Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza."

    Principais adjetivos dados ao homem pela biblia: "alheio a Deus", "morto em delito e pecado", "não há temor" ...
    Dizer que o pecador não consegue ouvir a Deus não é "conversa pra boi dormir" é o que está escrito na bíblia.

    Como podemos dizer que o homem está buscando a Deus??
    Para o irmão que está zuando lá em cima dizendo que menosprezamos o "Ide". Posso dizer que não existe isso. Na verdade temos sim que "pregar o evangelho a toda criatura" pois é um mandamento. Mas o que temos que entender é que de maneira nenhuma Deus precisa de nós para isso. Porque se Ele quiser "faz das pedras, filhos de Israel".
    O homem não consegue ouvir a Deus se primeiro a sua Graça não o chamar!

    Acredito no conceito da Ordus Salutis - "ordem da salvação".
    1 - Eleição / chamamento
    2 - Regeneração ou Novo Nascimento
    3 - Conversão: arrependimento e fé
    4 - Justificação (imputação da justiça de Cristo no pecador)
    5 - Santificação
    6 - Glorificação

    Importante pesquisar tambem sobre a "Graça Comum" que é um conceito reformado sobre a graça. Muito interessante...

    fiquem na paz! abç a todos!

    ResponderExcluir
  6. 2º ponto - Eleição Incondicional
    Principais textos:
    Efésios 1:3-5 "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;
    E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,"

    João 17:6 a orãção sacerdotal de Jesus, intercedendo por aqueles que o Pai deu pra ele: "Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra."
    mais uma vez Ele cita isso no verso 24
    "Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo."

    Na verdade irmãos o que todos merecemos é a ira de Deus. O que todos merecem é o lago de fogo. Mas Ele tem misericordia de quem Ele quiser.

    Romanos 9:14-15 "Que diremos pois? que há injustiça da parte de Deus? De maneira nenhuma. Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia."

    Para entendermos melhor isso é só ler Rm 9; não tem como discutir que Deus é Deus irmãos, Ele não precisa fazer nada para te agradar, Ele não precisa pedir licença nem tão pouco agir da forma que VOCE acha justo. Ele é Deus! Infelizmente o que aprendemos hoje na maioria das congregações evangelicas é a figura deste Deus bonzinho e "domesticado".
    Este não é o Deus da biblia; o Deus da biblia muitas vezes fez coisas que deixaria muitos crentes de hoje de queixo caido ...
    vale a pena estudar tambem sobre a parabola de MT 20




    ResponderExcluir
  7. 3º - Expiação Limitada / Sacrificio Eficiente
    Volto a dizer que se não for pela graça nenhum homem busca a Deus. Textos como Rm 10:13 ou Rm 1:16 são verdadeiros porque o homem irá clamar a Deus somente após a graça o atingir..

    Efésios 5:25 diz que Cristo se entregou pela Igreja e não por todos. "Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela"

    Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.

    João 10:14-15 "Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas."
    Jesus diz que deu a vida por todos? Deu a vida pelas ovelhas ...

    João 17:9 "Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus." NÃO ROGO PELO MUNDO!!

    na paz!

    ResponderExcluir
  8. Obrigado por seus comentários, Rodrigo. Mas no caso do Leandro, ele perverte até mesmo o arminianismo que parece defender. Pois ele diz que todos são predestinado para o céu e que o livre-arbítrio possibilita ao homem anular essa predestinação.

    Em Cristo,

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Clóvis, neste caso que você citou, o "Livre Arbitrio" teria o "Livre" no sentido de "Livre de Deus". =P
    E realmente todos os homens em seu estado natural possuem...

    ResponderExcluir
  11. pelo q vi em outros posts dele aqui neste blog nem vou escrever os outros 2 pontos... grande abço! fiquem firmes aí !! Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  12. jonas 2:7 Ao Senhor pertence a salvação !!!

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.