O Agente da Predestinação

Efésios 1.3-12
Paulo fala de crentes serem predestinados conforme o conselho da vontade de Deus. A pergunta então não é: a Bíblia ensina predestinação? Mas é: o que, exatamente, significa o conceito bíblico de predestinação? Em seu sentido mais básico predestinação tem a ver com a questão de destino. Um destino é um ponto em direção ao qual estamos nos movendo, mas que ainda não alcançamos. Quando reservamos passagens de avião, não as reservamos para lugar nenhum. Nós temos um destino em mente, um lugar ao qual desejamos chegar.

Quando acrescentamos o prefixo pre ao destino, falamos em algo que ocorre antes do destino. O pre de predestinação tem relação à questão de tempo. Em categorias bíblicas a predestinação claramente ocorre, não só antes de crermos em Cristo, e não só até antes de nascermos, mas desde toda a eternidade, antes do universo ser criado no tempo.

O agente de predestinação é Deus. Em sua soberania ele predestina. Seres humanos são o objeto de sua predestinação. Em suma, predestinação se refere ao plano soberano de Deus para seres humanos, decretado por ele na eternidade. Precisamos acrescentar, contudo, que o conceito de predestinação inclui mais do que o destino futuro dos humanos. Também inclui tudo o que vem a acontecer no tempo e espaço. Muitas vezes o termo eleição é usado como sinônimo de predestinação. Tecnicamente isso é incorreto. O termo eleição se refere especificamente a um aspecto da predestinação divina: Deus estar escolhendo certos indivíduos para serem salvos. O termo eleição tem uma conotação positiva, referindo-se a uma predestinação benevolente que resulta na salvação daqueles que são eleitos. Eleição também tem um lado negativo, chamado "reprovação", que envolve a predestinação daqueles que não são eleitos.

Resumindo, podemos definir predestinação de maneira ampla do seguinte modo: desde toda a eternidade Deus decidiu salvar alguns membros da raça humana e deixar o restante da raça humana perecer. Deus fez uma escolha - ele escolheu alguns indivíduos para serem salvos para bem-aventurança eterna no céu, e ele escolheu outros para passar por cima, permitindo que sofram as consequências de seus pecados, o castigo eterno no inferno.
 
 R. C. Sproul
In: Recebido por email

29 comentários:

  1. A saída para aqueles que negam a doutrina da eleição e predestinação individual é afirmar que Deus predestinou apenas a igreja no sentido coletivo do termo sem se importar com os membros que iriam perfazer a igreja, em outras palavras, Deus predestinou a igreja como se o corpo de Cristo fosse uma massa abstrata.

    Uma incongruência. Eles tomam como exemplo Ef 1:5 para afirmarem que o "predestinou" vem depois de "nos" no plural e com isso concluem que Deus não predestinou pessoas de per si mas sim a igreja como um todo sem ter o alvo da sua predestinação em indivíduos que fariam parte da igreja.

    Bem, se esse raciocínio for verdadeiro vamos ver o que acontece com as seguintes referências das escrituras:

    1 - "E andai em amor, como, também, Cristo nos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave." Ef 5:2

    Se Deus não elegeu e nem predestinou indivíduos, Cristo também não amou indivíduos, apenas amou a igreja no sentido coletivo do termo, uma vez que o verbo "amar" conjugado como "amou" vem depois do termo "nos" (Ef 5:2) se referindo à igreja como um todo da mesma forma que "nos elegeu" (Ef 1:4) ou "nos predestinou" (Ef 1:5).

    Cristo também não se entregou por ninguém individualmente, mas apenas coletivamente.

    2 - "O qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar, para si, um povo seu, especial, zeloso de boas obras." Tt 2:14

    Cristo não remiu indivíduos da sua iniqüidade, Ele remiu a igreja, indivíduos jamais.

    Assim como ninguém individualmente pode ser considerado como "predestinado" ou "eleito", pois Deus não elege e nem predestina indivíduos, de igual modo ninguém individualmente pode ser considerado como puro, especial e de boas obras uma vez que Deus não age em indivíduos para os fazerem santos dessa maneira.

    3- "E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados, em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus." I Co 6:11

    Como Deus não elegeu e nem predestinou indivíduos, Ele também não lavou indivíduos.

    Também não houve santificação de indivíduos e de igual modo também não houve justificação de indivíduos.

    Paremos por aqui...

    Eu duvido e muito que alguém que defende a eleição e predestinação coletiva afirmando que não existe eleição e predestinação individual irá tomar este caminho, mas fica uma pergunta.

    Se Deus amou indivíduos, por meio do Seu Filho reconciliou indivíduos, chamou indivíduos, purificou indivíduos, santificou indivíduos, justificou indivíduos, glorificará indivíduos, por que ELE não elegeu e nem predestinou indivíduos?

    Vemos que a teoria da eleição corporativa no sentido de que ela não contempla indivíduos é uma falácia.

    Como o alvo do amor de Deus na manifestação da sua graça são indivíduos, temos que a eleição corporativa só existe por que uma eleição individual ocorreu, da mesma forma que o amor coletivo que Deus tem pela igreja só existe por Deus amar individualmente seus filhos também.

    ResponderExcluir
  2. Acho que Sproul aplica a predestinação erroneamente quando aborda o ponto negativo da Eleição. Ainda que, por causa da natureza pecaminosa da humanidade, essa se destina antecipadamente para o inferno, isso não tem a ação direta de Deus como no caso positivo da nossa eleição.

    Edwards em seu famoso sermão, Pecadores na mãos de um Deus irado, argumenta que as pessoas não precisam mais do que seu próprio pecado para serem lançadas ao inferno. As pessoas não precisam de Deus as elegerem com destino ao inferno. A soberania de Deus reside justamente no fato de antecipar o destino das pessoas antes mesmo delas nascerem.

    Até mais, Marcos.

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com a visão do irmão Marcos,pois creio que o "inferno" é o caminho normal e natural da humanidade caída. O "céu" é o desvio oferecido por Deus aos escolhidos.
    PORFIAI POR ENTRAR PELA PORTA ESTREITA; PORQUE EU VOS DIGO QUE MUITOS PROCURARÃO,E NÃO PODERÃO. (Lucas,13.24)
    Abraços,
    Fabio - cristaodebereia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Se o homem já nasce morto, ou seja, mesmo antes de nascer e ter pecado, ele é condenado e para alguns ele é até merecedor dessa morte. Pergunto; de quem é a culpa dele nascer com esse “defeito” de fabricação? Se não for de Deus, de quem seria, lembrando que cada um dará conta de si por suas obras e que o homem não fez obra nenhuma antes de nascer?

    ResponderExcluir
  5. "De quem é a culpa dele nascer com esse "defeito" de fabricação?"

    Anônimo

    Não é defeito de fabricação não pois Deus fez o homem perfeito. Esse "defeito" na verdade é o efeito da queda do homem que atingiu-o por meio da desobediência da pessoa de Adão que representava toda raça humana na ocasião.

    Se for para culpar alguém, culpe Adão, mas como ele é “esperto” vai colocar a culpa em Eva, e esta por sua vez, muito mais "esperta" que Adão, colocara a culpa na serpente que a tentou...

    Bem, vemos que o ser humano gosta de colocar a culpa da sua queda e de sua morte espiritual nos outros, portanto creio que não é muito honesto colocarmos a culpa da condição do homem em Adão (não que ele não teve um fundo de culpa inicial), mas é bem provável que nós no lugar dele faríamos a mesma coisa.

    No lugar de procurarmos "culpados" neste imbróglio que resultou na entrada do pecado e da morte no mundo vamos reter nossa confiança em Jesus Cristo que nos livrou da maldição da Lei, nos reconciliou com Deus Pai e nos deu vida e vida com abundância.

    Mas vemos que Deus não é culpado de nada, apesar de ter permitido não somente a entrada do pecado em sua criação, como também a entrada do pecado e da morte no mundo, atingido consequentemente toda a raça humana.

    Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  6. Hélio,

    Obrigado por me responder. Concordo com você na segunda parte da sua resposta e eu também não acho Deus culpado por nada e sim que ele fez o homem responsável pelos seus atos. O que eu pude aprender até agora a respeito da doutrina calvinista, é que Deus é causador de tudo, mas mesmo assim o homem é responsabilizado, não sei de que modo isso é feito, seria, por exemplo, culpar um cego de nascença por ele ter nascido cego e isso me parece uma grande incoerência. E é nesse sentido que eu coloquei a minha pergunta.

    Fica na Paz

    ResponderExcluir
  7. Marcos,

    Paz seja contigo. Você escreveu:

    "Acho que Sproul aplica a predestinação erroneamente quando aborda o ponto negativo da Eleição".

    Até onde tenho lido de Sproul, inclusive o livro de onde é extraído esse texto, ele não ensina que Deus ativamente predestinou pessoas para a perdição, da mesma forma que o fez para a salvação. No próprio texto diz "Deus decidiu salvar alguns membros da raça humana e deixar o restante da raça humana perecer", o que pressupõe que a escolha dos eleitos se dá dentre a totalidade de perdidos, e que os demais são apenas deixados no estado em que estão.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  8. Fábio,

    Paz seja contigo.

    Sim, você está certo quando afirma que a condenação é o destino certo de toda a humanidade, à parte da escolha divina. Mas acho que Sproul está sendo mal entendido. Pois ele também crê dessa maneira.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  9. Anonimo de 2 de setembro de 2011 20:37,

    Você diz:

    "Se o homem já nasce morto, ou seja, mesmo antes de nascer e ter pecado, ele é condenado e para alguns ele é até merecedor dessa morte".

    Pelas suas palavras, parece que você não crê na culpa herdada de Adão, pela qual, todos pecaram. Mas o ensinamento da Bíblia não dá margem para pensarmos que o homem nasce puro e imaculado e que somente depois é que vem a se contaminar com o pecado e assim ser "merecidamente" condenado. Quer gostemos, quer não, a culpa de Adão, bem como a penalidade devida, nos é imputada por descendência.

    "Pergunto; de quem é a culpa dele nascer com esse “defeito” de fabricação?"

    De Adão. Deus fez o homem puro, à Sua imagem. Mas desde que Adão pecou, seus filhos trazem a sua natureza caída e a culpa pelo pecado. "No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez... E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem..." (Gn 5:1,3), por isso que "todos morrem em Adão" (1Co 15:22).

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  10. Anonimo

    "O que eu pude aprender até agora a respeito da doutrina calvinista, é que Deus é causador de tudo, mas mesmo assim o homem é responsabilizado"

    Você está certo quando entende que a doutrina calvinista tanto advoga a providência meticulosa de Deus como defende a responsabilidade humana. Realmente cremos nisso. A questão é, se você discorda dos calvinistas, de qual vai abrir mão? Do controle divino ou da responsabilidade humana?

    "...não sei de que modo isso é feito"

    Os calvinistas tampouco conseguem oferecer uma explicação que não tenho como componente uma boa dose de mistério. Mas ajudaria na compreensão se verificássemos nas Escrituras as bases da responsabilidade humana. O homem costuma colocar na liberdade ou autonomia humana. Mas a Bíblia fundamenta no Direito do Oleiro.

    De qualquer modo, tanto o controle divino como a responsabilidade humana são fatos bíblicos e por isso devem ser aceitos sem reservas, mesmo sem que compreendamos como se dá essa interação.

    "...seria, por exemplo, culpar um cego de nascença por ele ter nascido cego".

    Sobre a culpa do cego de nascença, Jesus disse que nem ele nem seus pais pecaram, para que nascesse cego. Ou seja, não havia uma relação direta entre a prática de pecados individuais e cegueira. Mas com certeza, havia entre o pecado original e a cegueira, pois sem a entrada do pecado, não haveria nascimento de pessoas cegas.

    Mas a resposta de Jesus não se limitou a desfazer a crença equivocada de que toda doença é consequência direta de pecado, mas afirmou que aquela pessoa nasceu assim para a glória de Deus. Assim também, não importa se entendemos tudo, uma parte ou nada, devemos crer que tudo é para a glória de Deus, o qual é o supremo propósito de tudo o que Ele faz.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  11. Clóvis,

    Deus fez Adão livre e permitiu a sua queda, ou ao contrário, já o fez predestinado a ser escravo do pecado e foi só questão de tempo pra Adão cair. Acho que dependendo da resposta podemos saber de quem é a culpa pela queda.

    O que eu pude aprender até agora a respeito da doutrina calvinista, é que Deus é causador de tudo, mas mesmo assim o homem é responsabilizado.

    Clóvis- ”Você está certo quando entende que a doutrina calvinista tanto advoga a providência meticulosa de Deus como defende a responsabilidade humana. Realmente cremos nisso. A questão é, se você discorda dos calvinistas, de qual vai abrir mão? Do controle divino ou da responsabilidade humana?”

    Eu- De nenhuma das duas coisas, só não aceito que por causa do controle divino, Adão teve que cair pra cumprir um propósito de Deus, onde esta escrito isso?

    Clóvis- "...não sei de que modo isso é feito"

    ”Os calvinistas tampouco conseguem oferecer uma explicação que não tenho como componente uma boa dose de mistério. Mas ajudaria na compreensão se verificássemos nas Escrituras as bases da responsabilidade humana. O homem costuma colocar na liberdade ou autonomia humana. Mas a Bíblia fundamenta no Direito do Oleiro.”

    Eu- Mistério creio seja só para os calvinista que insistem em colocar em Deus, através de sua determinação, a “motivação” para as ações do homem e depois querer cobrar dele (o homem) a responsabilidade por elas.

    Quanto ao cego de nascença, quis somente fazer uma analogia com a condenação do homem por nascer pecador e a condenação de um cego por assim ter nascido.

    Fica na Paz

    ResponderExcluir
  12. Meus caros irmãos, se por um decreto Deus já estabeleceu quem via para o céu, e quem vai para o inferno. Não havia necessidade de Jesus morresse pelo perdido pecador , não haveria necessidade de se estabelecer a igreja, não haveria necessidade de evangelizarmos toda a criatura ( pois dentro de toda a criatura tem salvos e perdidos e Deus sabe quais são), por isso que as igrejas calvinistas não evangelizam pois coloca toda a responsabilidade nas costa de Deus, sendo ele culpado absoluto por uma pessoa ir para o inferno, isentando o homem de suas responsabiliadades. Por isso não pregam nem para seus parentes querido, pois se " Deus quiser salvar, que os salve". Essa doutrina é uma doutrina baseada no egoísmo e na mornidão espiritual, onde a pessoa se torna estéril para o chamado de todo crente. QUEM CRER E FOR BATIZADO SERÁ SALVO!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Existe uma coisa impossivel. Fazer com que uma mente cauterizada com algum pensamento, mudem de idéia, atraves de debates teológicos. É como se fosse uma disputa de queda de braço ninguém quer perder e não dar o braço a torcer, mesmo seu pensamento estando errado. Ninguém convence um calvinista sobre está errado em seus erros doutrinário. Ninguem consegue convencer da mesma forma um adventista, um mormons, um católico, um testemunha de jeová. Todos usam a Bíblia ou até seus escritos não inspirados para justificar suas teses e seus erros. Disse Jesus Errais por não conhecer as escrituras , nem o poder de Deus(JO 5-39). Só existe uma maneira do véu ou dá venda ser tirada atraves de um encontro pessoal com Jesus. Como Paulo estava firme em suas convicções e só as mudou, quando as escamas foram tira através de um encontro com Jesus.
    Não precisamos de palavras persuasivas de sabedoria humana, mas ssim aliar as escrituras ao poder de Deus

    ResponderExcluir
  14. Caro Anônimo de 6 de setembro de 2011 19:07,

    Não sei se é a primeira vez que comenta aqui. Se for seja bem vindo e desde já esteja convidado a se identificar, apenas para que nos tratemos pelo nome, como costumam fazer os santos.

    "Meus caros irmãos, se por um decreto Deus já estabeleceu quem via para o céu, e quem vai para o inferno".

    Qual seria a alternativa, Deus não decreta nada concernente à salvação? Se decreta alguma coisa, o que Ele decreta e o que não decreta?

    "Não havia necessidade de Jesus morresse pelo perdido pecador..."

    O seu raciocínio é mais ou menos assim: se numa situação de calamidade o prefeito decreta estado de emergência e decide resgatar as vítimas, então bombeiros são desnecessários.

    "...não haveria necessidade de se estabelecer a igreja"

    Agora o pensamento é, já que alguns sararão de qualquer modo e outros morrerão mesmo, porque construir hospitais?

    "...não haveria necessidade de evangelizarmos toda a criatura".

    Se houver pão alguns vão comer e outros vão preferir morrer de fome, então o melhor a fazer é não oferecer comida a ninguém, não é mesmo?

    "...por isso que as igrejas calvinistas não evangelizam"

    Se você quiser participar, ainda dá tempo de se inscrever na 28 Conferência Fiel. O tema vai ser missões e evangelização. Aí quem sabe você se informa melhor antes de falar o que não é verdade. Mas se não puder participar, pesquise sobre os missionários do passado. Vai ficar surpreso com a quantidade deles que era calvinista.

    Por acaso, você sabia que os primeiros missionários a por os pés no Brasil eram calvinistas? Sabia que os primeiros mártires do evangelho em solo brasileiro eram calvinistas? Agora, se você quer dizer que calvinistas não evangelizam com as mesmas técnicas arminianas, então você tem razão. Mas aí precisaríamos ir para a Bíblia para ver se o modelo popular de evangelização glorifica a Deus ou alisa o homem.

    "...pois coloca toda a responsabilidade nas costa de Deus, sendo ele culpado absoluto por uma pessoa ir para o inferno, isentando o homem de suas responsabiliadades".

    Isso é o que você diz. O que afirmamos é que toda glória pela salvação é de Deus. E que toda culpa pela condenação é do homem. Não haverá vítimas no inferno.

    "Por isso não pregam nem para seus parentes querido, pois se " Deus quiser salvar, que os salve"."

    Pois é. E uma virtude sua parecer ser a onisciência, pois conhece todos os lares calvinistas e sabe que eles não pregam para seus familiares...

    "Essa doutrina é uma doutrina baseada no egoísmo e na mornidão espiritual, onde a pessoa se torna estéril para o chamado de todo crente. QUEM CRER E FOR BATIZADO SERÁ SALVO!!!!!!!"

    Realmente, acreditar que não merecia nada além do inferno e que foi salvo pela mais pura graça, sendo que até a fé e o arrependimento foram dados por Deus é muito egoísmo... Já acreditar que teve participação decisiva na própria salvação é altruísmo da melhor qualidade. Alguma coisa está torta nessa história.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  15. Amado irmão CLOVIS,
    No desejo de ajudar nosso dileto irmão ANONIMO que parece estar muito confuso, peço a você que me conceda a permissão de indicar a ele, a leitura do texto SÓ JESUS de Roger L. Smalling, que se encontra na seção "textos" do site Monergismo.com.
    Abraços.
    Fabio, cristaodebereia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Fábio,

    Boas indicações são sempre muito bem vindas. E não precisa de permissão prévia para isso.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  17. Fábio e demais,

    Tive dificuldade de encontrar o texto no site sugerido. Então coloco o link direto: http://www.monergismo.com/textos/livros/Somente-Jesus_Smalling.pdf

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  18. Caro irmão Clóvis
    A possibilidade de um salvo perder a salvação? OU seja ser cortado?
    Romanos 11:22
    22 - Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado.( se permanecer uma condicional)

    Existe possibilidade de ter o nome riscado no livro da Biblia?
    Apocalipse 3:5
    5 - O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
    Ao que vencer não será riscado mas o que perder será riscado? ( uma condicional)

    Aquele que e persevera até o final será salvo!!! ( uma condicional)

    Existem eleitos que não perseveraram ?


    Responda baseado na Baseado nas escrituras não em pensamentos de homens com doutrinas pre´estabelecidas.
    sola scriptura ????

    ResponderExcluir
  19. Caro irmão .
    O debate de opinião traz informações e esclarecimentos diversos.
    Pensei que tu irias me indicar textos e contextos bíblicos para analisar, não apenas livros que defendem teses. O vaticano tem muitos livros que defendem e argumentam todas as teses marianas, mas nenhum com respaldo bíblicos, só tradição oral e respaldado na doutrina romana. O verdadeiro respaldo vem quando o Espirito Santo, traz revelação biblica e não apenas o conhecimento ( que o homem natural adquire atraves de esforço próprio, de onde surgem as maiorias das seitas!!!.)

    ResponderExcluir
  20. Anônimo do dia 12 de setembro de 2011,

    Paz seja contigo. Como se chama? Gostaria de chamá-lo pelo nome, como faço com os demais irmãos em Cristo.

    Um salvo, que realmente foi salvo, não pode perder a salvação. Jesus disse "E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão" (Jo 10:28). Talvez Jesus considerasse que essa garantia não fosse suficiente, então acrescentou "Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai" (Jo 10:29). Dizer que um crente pode vir a perecer é duvidar da Palavra de Jesus, em nome dEle e em nome do Pai.

    Esse duplo guardar também é revelado na oração do Senhor. Jesus orou "Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste" (Jo 17:11). Será que Deus deixará de atender tal oração do Filho Amado? Ainda, Jesus diz "Tenho guardado aqueles que tu me deste". Essas palavras de Jesus tem validade para nós, pois Ele diz: "E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim" (Jo 17:20).

    Paulo também escreve "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor" (Rm 8:37-39). Uma vez unidos a Cristo, nada mais pode romper essa união.

    Pedro disse "pelo poder de Deus sois guardados, mediante a fé, para a salvação que está preparada para se revelar no último tempo" (1Pe 1:5). Note que o crente é guardado pelo poder de Deus e não pela própria fé. A fé é o meio que Deus se utiliza para guardar o salvo, pois nós "cremos, segundo a operação da força do seu poder" (Ef 1:19).

    Outro autor bíblico que afirma a segurança eterna do crente é Judeas. Ele inicia sua carta dizendo "Judas, servo de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados, amados em Deus Pai, e guardados em Jesus Cristo" (Jd 1:1). Aqueles que foram chamados são amados de Deus e por isso guardados em Jesus Cristo. Cristo pode falhar nesse cuidado dos seus?

    O escritor anônimo de Hebreus declara "Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles" (Hb 7:25). Jesus salva de forma perfeita os que vão a Deus. Não é uma salvação parcial, tampouco temporária. E a garantia dada é a intercessão de Jesus pelos salvos. Portanto, se um salvo vier a perder a salvação, então Jesus falhou em seu ministério intercessório.

    Eu poderia apresentar ainda muitas outras passagens bíblicas que afirmam ou implicam a imperdibilidade da salvação. Mas penso que estas bastam para demonstrar que essa doutrina não se baseia em "pensamento de homens com doutrinas pré-estabelecidas" mas deriva do Sola Scriptura.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  21. Sobre Ap 3:5, minha resposta encontra-se no artigo "O Livro da Vida foi escrito a lápis?".

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  22. Caro clovis, você citou

    Paulo também escreve "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor" (Rm 8:37-39). Uma vez unidos a Cristo, nada mais pode romper essa união.


    Caro Clovis, Paulo Cita ai vários impedimentos que não podem nós afastar de Cristo Jesus, exceto um que ele não cita, pois esse sim, tanto Paulo quanto todos nós a sabemos é capaz. NÓS MESMOS!!!!!!!! Nossa decisão de nós afastar Deus como muitos cristão no Novo testamento conforme hb 10 e heb. 6 relata. Dificl e recalcitra contra esse Aguilhão!!!!!!!! !!!!

    ResponderExcluir
  23. ,

    Clovis, Paz de Cristo,

    escritor anônimo de Hebreus declara "Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles" (Hb 7:25).

    Voce me enviou este versiculo medita nele. Paulo escreveu os Crentes eleitos preste atenção na revelação
    Pode salvar - Uma condicional. A quem ?. resposta: o que por ele se a chegam a Deus (decisão da pessoa se achegar ou nâo) . Lembre -se de tiago disse - CHEGAI-VOS A DEUS E ELE VOS CHEGARÁ A VOS . Paz do Senhor. Sola scriptura. Sem defender teses e sim examinando a Biblia JO 5.39

    ResponderExcluir
  24. Anônimo, agora você me deixou confuso. Se você não defende a perseverança dos santos, por que citou Hb 7:25? Ali, a palavra 'perfeitamente' (do grego, ei to pantele) é melhor traduzida por 'definitivamente'.

    Na sua citação de Tiago (que você não coloca, mas é 4:8), você comete o erro mais básico da interpretação bíblica que é citar um versículo completamente fora do seu contexto, no seu caso nem isso já que você citou apenas a primeira parte.

    O capítulo 4 de Tiago fala da luta contra o pecado, não de salvação. Leia o versículo inteiro, ele diz "Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração. Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza."

    Lembre-se que "Sola Scriptura" não é sair pegando versículos para defender posições, mas orar e labutar para que o sentido do texto lhe seja revelado pelo Espírito e estar submisso a Ele, desfazendo opiniões e posições quando necessário.

    Em Cristo,

    Alexandre

    ResponderExcluir
  25. Anônimo,

    Em relação a Rm 8.37-39, vc diz "...Paulo Cita ai vários impedimentos que não podem nós afastar de Cristo Jesus, exceto um que ele não cita, pois esse sim, tanto Paulo quanto todos nós a sabemos é capaz. NÓS MESMOS!!!!!!!!

    Essa sua opinião coloca o homem (vc mesmo)como soberano, pois ser salvo, ou não (um milagre comparado a criação) está na mão do homem.

    Mas se vc observar "NÒS MESMOS", estamos incluídos no termo "nem alguma outra criatura"

    Glórias a Deus, pois a salvação vem do Senhor

    Márcio

    ResponderExcluir
  26. Anônimo de 14 de setembro de 2011 15:56,

    Antes de mais nada, você passou por alto, ou seja, ignorou completamente as passagens de Jo 10:28-29; 17:11,20; 1Pe 1:5 e Jd 1:1. Quando você demonstrar que eles não ensinam a imperdibilidade da salvação, eu posto mais alguns.

    Por ora, vamos ao seu comentários sobre Rm 8:37-39:

    "Caro Clovis, Paulo Cita ai vários impedimentos que não podem nós afastar de Cristo Jesus, exceto um que ele não cita, pois esse sim, tanto Paulo quanto todos nós a sabemos é capaz. NÓS MESMOS!!!!!!!!"

    Em primeiro lugar, você se baseia em algo que a Bíblia não diz e não naquilo que ela diz. Lembra que você invocou o Sola Scriptura? Então, está na hora de você por em prática.

    Em segundo lugar, embora Paulo não diga "NÓS MESMOS", isso está implícito na expressão "nem alguma outra criatura", como bem apontou o Marcio. Portanto, apesar de tentar se apegar ao silêncio escriturístico, você ignora o que ela diz.

    Em terceiro lugar, Jesus disse "Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai" (Jo 10:29)". Ou seja, somente algo ou alguém que fosse maior que Deus pode tirar um salvo das mãos dEle. Você se considera maior ou mais forte que Deus? Eu não me considero.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  27. Anônimo de 14 de setembro de 2011 16:05,

    Paz seja contigo. Continuando, você me aconselha a meditar no versículo "Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles" (Hb 7:25), o qual eu enviei como evidência de que somos salvos para sempre. Eis seu comentário:

    "Voce me enviou este versiculo medita nele. Paulo escreveu os Crentes eleitos preste atenção na revelação. Pode salvar - Uma condicional. A quem?. resposta: o que por ele se a chegam a Deus (decisão da pessoa se achegar ou nâo)."

    Você está fugindo do ponto em debate. Não estamos discutindo como uma pessoa chega a ser salvo, e sim, se uma vez salva, essa pessoa é assim preservada pelo Senhor. Portanto, vou meditar no verso em foco, mas aqui quero me ater ao ponto em debate.

    O que significa "salvar perfeitamente" ou ser "salvo de maneira perfeita"? Poderia explicar? Conforme o Alexandre já apontou, a expressão em grego é melhor traduzido como "salvar definitivamente", que aliás é como a NVI traz. A Soc. Bib. Britânica traduz "salvar completamente". Uma tradução católica diz "levar a termo a salvação". La Biblia de las Americas traduz "salvar para siempre". A Reina Valera diz "salvar eternamente".

    E então, como você explica essa expressão?

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  28. algum calvinista por favor me ensine sobre Romanos 11-22
    De quem o apostolo esta falando? Com que intuito essa ilustração foi feita ? Para quem ele tava falando judeus ou igreja? Quem poderá ser cortado por não permanecer? O que significa bondade e severidade de Deus neste texto e contexto ? Analise e me respondam!!!!

    ResponderExcluir
  29. Apenas um detalhe, longe da controvérsia calvinista x arminianos: nem todos os arminianos evangelizam de forma irresponsável ou oferecem uma graça irresponsável, isso cabe não aos arminianos, mas aos neopentecostais e adeptos das práticas deles. você pode verificar isso talvez em alguns de meus vídeos.

    um abraço

    pr claudiney www.prclaudiney.com

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.