John Wesley e o livre-arbítrio

Não posso conceber porque o dr. E. contende comigo por causa do livre-arbítrio natural, senão que o faz pelo prazer da contenda. Pois é certo que neste ponto, se em nenhum outro, estamos inteiramente de acordo. Creio que Adão, antes da sua queda, era totalmente livre para escolher o bem ou o mal, mas que, desde a sua queda, nenhum filho dos homens tem poder natural para escolher qualquer coisa que seja realmente boa. Contudo sei (e quem não sabe?) que o homem ainda tem de escolher nas coisas de natureza indifiente. Não concorda comigo o dr. E. nisto? Oh! porque procuramos ocasião para contenda!
John Wesley
In: Coletânea de teologia de John Wesley

34 comentários:

  1. a favor do livre arbitrio25 de junho de 2011 17:46

    ainda bem clovis que vc disse : creio, que dizer e um opinião sua,o livre arbítrio existe, mas vc não consegue enxegar.

    ResponderExcluir
  2. PARA: "a favor do livre arbitrio"

    Se ele tivesse dito "acho" poderia ser acusado de "achismo", pois quem "acha" não tem certeza de nada, pois não conhece os fundamnetos, por isso apenas acha.
    Porém que crê, crê com base em alguma coisa ou fundamento e sabemos que a doutrina da eleição não é algo inventado da cabeça de alguém que só queria criar polêmicas, mas é uma doutrina levantada e fundamentada pela própria palavra de Deus.

    Em Cristo,
    Soninha Buiatti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda BEM QUE TENHO UMA BIBLÍA EM CASA E ESTUDO E VEJO A DOUTRINA DA PREDESTINAÇÃO COMO REMENDO DE COXA AONDE PEGAM TEXTOS NAS ESCRITURAS E VÃO COSTURANDO PARA IMPOR UMA DOUTRINA E O MAIS LEGAL É QUE DEUS USO JOHN WESLEY PODEROSAMENTE E AI CALVINISTAS SERÁ QUE DEUS ESTAVA ERRADO EM USAR ALGUÉM,QUE NÃO PREGOU O QUE VOCÊS PREGARAM QUE CRÊ OU PROFESSA O QUE VOCÊS PROFESSAM TEM MUITA GENTE IDOLATRA EM VOLTA DESSA PREDESTINAÇÃO QUE NÃO CONSEGUE ENXERGAR A ESCOLHA NATURAL EM CRER OU NÃO ....ACEITAR OU NÃO BUSCAR OU NÃO ISSO É UMA ESCOLHA SÓ UM CEGO NÃO ENXERGA ISSO ..Ainda bem que Deus usa as coisas loucas desse mundo um arminiano para mostrar aos sabios calvinistas que não é assim como eles pensam pois aos olhos deles só eles são os corretos nas escrituras sendo que a escolha existe em toda a Escritura ......

      Excluir
    2. Deus também usou Spurgeon, que por sinal era calvinista. Kkk

      Excluir
  3. Anônimo a favor do livre-arbítrio,

    Se você lesse com mais atenção, veria que não é uma opinião minha, mas do Rev. John Wesley, o maior nome entre os arminianos depois de Armínio.

    Se você discorda de tais palavras, discorde de Wesley, não de mim.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  4. Soninha,

    Obrigado por suas palavras. De fato, achar é mera opinião, crer expressa convicção firmada.

    Em todo caso, não fui eu que cri ou achei, mas John Wesley, que por sinal era a favor do livre-arbítrio, mas sabia do que estava falando.

    A propósito, sou fã do arminiano John Wesley, tanto que pus seu nome em meu filho.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  5. Clóvis,

    perdoe a minha ignorancia, não entendo como ele sendo um aminiando escreveu um texto tão calvinista, rsrsrs.... Quem é o Dr, "E." a que ele se refere no texto?
    Perdo-me sou "recém calvinista", aida estou procurando me aprofundar e não possuo nenhuma literatura reformada, a não ser umas apostilas (através das quais resolvi assumir o calvinismo a dois meses) de uma missionária amiga minha que é da minha denomiação e que também é calvinista, o mais eu tenho lido tudo o que posso na internet principalmente no 5 Solas.

    Em Cristo,
    Soninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este é apenas um texto fora de seu contesto, infelizmente algo habitualmente usado para falsear a verdade e enganar a muitos. Cuidado sempre com estas citações meu irmão, procure conhecer as obras completas tanto de autores calvinistas quanto arminianos para depois fazer um juízo de valor baseado na verdade, esse é o caminha para a liberdade de pensamento, quando tiramos os óculos coloridos que as formulas dogmáticas de fé nos impõem para enxergar sem distorções. John Wesley foi o mais ferrenho rebatedor do calvinismo basta ler suas considerações a respeito do mesmo ou as correspondências com George Whitefield, ele chegava a dizer que o amor desse deus pregado pelo calvinismo fazia o sangue gelar nas veias, e que sua conduta era pior que a de satanás. Não entenda mal a Wesley, este foi um dos homens mais cultos e fervorosos da história, mas leia seus escritos e verá que não há como contrapor seus argumentos. Neste fragmento Wesley se refere a uma abstração logica do momento pós queda de Adão, quando este estava completamente separado de Deus, bem como todos os seus instintos e intenções seriam más, contudo, o que Wesley ensina é que este estado "de fato" nunca abraçou nenhum homem, pois no mesmo momento em que este caiu a Graça preveniente de Deus o revestiu, mediante a promessa do Cordeiro de Deus imolado desde a fundação do mundo, para que este pudesse se arrepender e dar continuidade ao propósito de Deus quanto à salvação pela fé. Sendo assim, para Wesley todo homem que vem ao mundo é iluminado pela Graça Preveniente que restaura em certa medida seu estado de depravação reabilitando sua volição, para que possa corresponder ao chamado de Cristo. Espero ter ajudado meu irmão, um grande abraço!

      Excluir
    2. Caro Unesdo,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Quanto a estar a citação dentro o fora do contexto, dirija suas observações ao autor do livro Coletânea da Teologia de John Wesley, publicado pelo Instituto Metodista Bennett, do qual o texto foi extraído, sem subtração e sem acréscimo.

      Em Cristo,

      Excluir
  6. Clóvis,

    John Wesley. É um lindo nome.

    Soninha

    ResponderExcluir
  7. Clóvis,

    Me conta uma coisa, você vive pelo seu livre arbítrio, ou pela “tutela” do Espírito Santo. Sim, porque só assim, você não irá prestar contas a Deus de seus atos aqui nesse mundo. Lei da semeadura meu caro.

    Gálatas 6

    3 Porque, se alguém cuida ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. 4 Mas prove cada um a sua própria obra, e terá glória só em si mesmo, e não noutro. 5 Porque cada qual levará a sua própria carga. 6 E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui. 7 Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.

    ResponderExcluir
  8. Soninha,

    Wesley tinha o hábito de abreviar o nome das pessoas em seu diário e em correspondências. E sinceramente não sei quem era o Sr. E. nessa citação.

    Embora arminiano, Wesley cria na absoluta depravação humana. Leia o que ele escreveu sobre a natureza humana no post "John Wesley e a incapacidade humana". Duvido que alguma calvinista fosse mais enfático.

    Mas então como ele é arminiano? A saída "inventada" por ele é a graça preveniente, que faz um contra-peso com a natureza caída, capacitando o homem a escolher a Cristo. A diferença com os calvinistas não está no incapacidade humana, mas na natureza da graça preveniente.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  9. Anônimo,

    Não entendi muito bem o que você escreveu. Eu não vivo pelo meu livre-arbítrio. O pouco que sou (e sei que nada sou em mim mesmo) o sou pela graça de Deus.

    E vivo para glorificar a Deus, que não aplicou a lei a mim, pois toda minha semeadura de pecados foi colhida por Cristo na cruz do Calvário. É pelo seu castigo que eu tenho a paz.

    Agora, você consegue se livrar da lei da semeadura pelo seu livre-arbítrio?

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  10. Clóvis

    “Agora, você consegue se livrar da lei da semeadura pelo seu livre-arbítrio?”

    Claro que não. Creio que como adão teve que pagar pela sua escolha no jardim do Éden, nós também teremos, quando o evangelho de Cristo é pregado. Você pode alegar que é impossível ao homem compreender isso, mas como está escrito:

    Mateus 19
    -25 Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá pois salvar-se?
    -26 E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível.

    Nunca podemos esquecer que a obra da salvação é de Deus. Quem é o homem para atrapalhar os planos de Deus com sua morte espiritual. Acredito que você parte de pressupostos errados para justificar a doutrina a qual crê.

    Em Cristo,

    ResponderExcluir
  11. Clóvis pergunta: “Agora, você consegue se livrar da lei da semeadura pelo seu livre-arbítrio?”

    Anônimo responde: "Claro que não."

    E complementa: "Nunca podemos esquecer que a obra da salvação é de Deus. Quem é o homem para atrapalhar os planos de Deus com sua morte espiritual."

    Bem, até onde eu sei, tenho lido no presente blog diversos artigos que defendem o que o anônimo alivinhou acima.

    1 - O homem não tem livre-arbitrio algum para se livrar da lei da semeadura.

    2 - Nunca podemos esquecer que a obra de salvação é de DEUS.

    e

    3 - Quem é o homem para atrapalhar os planos de Deus com sua morte espiritual?

    Muito interessante foi a conclusão do anônimo em querer fazer passar aos leitores que o conteudo do blog vai na contramão do seu comentário em resposta ao Clóvis:

    "Acredito que você parte de pressupostos errados para justificar a doutrina a qual crê."

    Anônimo, mas a doutrina que o Clóvis crê, e sempre deixou isso muito bem claro no blog, não é a mesma contida na sua ultima resposta?

    Logo, não faz sentido algum escrever: "Acredito que você parte de pressupostos errados para justificar a doutrina a qual crê."

    DEUS te abençõe.

    ResponderExcluir
  12. Hélio,

    Eu também não estou entendo as objeções do anonimo.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  13. Hélio,

    Como um bom calvinista, você extraiu do que escrevi somente o que te interessava, mas não observou o eu quis dizer, talvez mesmo até por falha minha ao me expressar.
    Vou tentar me explicar melhor; sendo que foi dado a Adão a dádiva de escolha e ele pagou pela escolha errada que fez, assim também a nós é dado hoje a mesma dádiva quando da pregação do evangelho pra nós “...todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Por isso não estamos livres da lei da semeadura, pois como Adão, pagaremos por nossa escolha. O pressuposto errado que eu falo é achar que a morte espiritual do homem, possa frustrar o plano de Deus para sua salvação. Creio que como Adão, seremos responsabilizados pela nossa semeadura e a condição necessária pra isto nos dada por Jesus com sua morte na Cruz.

    Fique com Deus

    ResponderExcluir
  14. Anônimo.

    Primeira vez que alguém me chama de "calvinista" (risos).

    É que o lugar que frequento, estes "rótulos" não são muito conhecidos...

    O irmão escreveu:

    "Vou tentar me explicar melhor; sendo que foi dado a Adão a dádiva de escolha e ele pagou pela escolha errada que fez, assim também a nós é dado hoje a mesma dádiva quando da pregação do evangelho pra nós".

    A dádiva de "escolher"?

    Isso não é dádiva, ademais NUNCA ouvi falar dentro do ponto de vista bíblico que a liberdade de "escolha" é uma dádiva.

    Ainda mais a escolha humana que sempre esta pendendo contra sua própria alma.

    "Pressuposto errado que eu falo é achar que a morte espiritual do homem, possa frustrar o plano de Deus para sua salvação."

    Bem, esse pressuposto fora apontado pelo irmão na afirmativa de que o Clóvis assim crê e pelo que li até então neste blog nada vi a respeito de alguma afirmação defendendo a tese de que "o homem na sua morte espiritual possa frustrar o plano de Deus para sua salvação."

    Creio que o irmão deve ter lido isso em outro espaço, não aqui.

    "Creio que como Adão, seremos responsabilizados pela nossa semeadura e a condição necessária pra isto nos dada por Jesus com sua morte na Cruz."

    A responsabilidade sobre todas as nossas más escolhas nesta vida foram lançadas nas costas do Filho de DEUS que em nosso lugar recebeu aquilo que não lhe fora devido. É a injustiça de um ímpio (nós) sendo imputada na vida de um Justo (ELE)para que por ELE pudéssemos ser justificados, feitos santos e livres da lei da semeadura, e isso não é escolha nossa...

    Agora falando da "escolha" de Adão.

    Se o homem com toda a sua perfeição pendeu para o caminho da desobediência o que te faz pensar que, após ter sido introduzido no mundo o pecado e a morte, algum indivíduo, seja ele quem for, já nascendo imperfeito irá escolher em determinado momento da sua vida pelo seu próprio “livre-arbítrio” o caminho da obediência?

    Sendo outrora perfeito ele escolheu o mal agora que é imperfeito tampouco escolherá o bem.

    Em outras palavras esse tal de “livre-arbítrio” humano continuará depondo contra DEUS e contra sua própria alma, como ele sempre fez...

    Se isso é uma "dádiva" que DEUS deu aos homens (ou seria herança de Adão?) o que seria para o irmão "graça"?

    Isso sim é dádiva... A graça que nos salvou da lei da semeadura ao sobrepujar esse tal de livre-arbítrio humano...

    ...isso sim é uma dádiva, maravilhosa graça.

    DEUS te abençõe.

    ResponderExcluir
  15. Hélio,

    “A dádiva de "escolher"?

    Isso não é dádiva, ademais NUNCA ouvi falar dentro do ponto de vista bíblico que a liberdade de "escolha" é uma dádiva.”

    dádiva
    dá.di.va
    sf (lat med dativa) 1 Dom, presente. 2 Do¬na¬tivo.

    Diferentemente de você, creio que tudo que temos é dádiva de Deus: nascer, andar, respirar, ... até mesmo fazer nossas escolhas livres e erradas.

    ”A responsabilidade sobre todas as nossas más escolhas nesta vida foram lançadas nas costas do Filho de DEUS que em nosso lugar recebeu aquilo que não lhe fora devido. É a injustiça de um ímpio (nós) sendo imputada na vida de um Justo (ELE)para que por ELE pudéssemos ser justificados, feitos santos e livres da lei da semeadura, e isso não é escolha nossa...”

    Concordaria com você, que estaríamos livres da lei da semeadura, se morrêssemos fisicamente eu falo, na hora de nossa conversão. Como para a maioria esmagadora de pessoas isso não acontece, prefiro acreditar no que esta escrito na palavra de Deus:

    Rom 14:12 De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.

    Apo 2:23 E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.

    Apo 20:12 - E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.

    Apo 3:5 - O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.

    Quanto a escolha de Adão creio que podia ter sido diferente, assim como a nossa também poderá. Você dá muita importância na incapacidade do homem. A obra de salvação é de Deus, o que é a incapacidade do homem frente a sua vontade? E como esta escrito.

    Mateus 19
    -25 Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá pois salvar-se?
    -26 E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível.

    Creio também que a salvação é a maior dádiva que Cristo, pela sua Graça, pode nos dar.

    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  16. Anônimo, sem maiores detalhes, serei breve:

    "A obra de salvação é de Deus, o que é a incapacidade do homem frente a sua vontade? E como esta escrito."

    Mas não é justamente esse tipo de pensamento tão "esmiuçado" e defendido neste blog?

    Quais são então as suas objeções meu caro?

    Ou porventura o irmão acredita que DEUS fez (100 - X)% e o homem deve complementar o restante com seu "livre-arbítrio" (aquele mesmo "livre-arbítrio" que levou Adão à sua morte espiritual diante de DEUS)?

    Neste caso a obra de salvação já é de DEUS e dos homens também...

    Seja claro.

    DEUS te abençõe

    ResponderExcluir
  17. Hélio,

    “Ou porventura o irmão acredita que DEUS fez (100 - X)% e o homem deve complementar o restante com seu "livre-arbítrio" (aquele mesmo "livre-arbítrio" que levou Adão à sua morte espiritual diante de DEUS)?”

    Levando em conta o seu raciocínio, devo admitir que a queda de Adão é 100% obra dele (Adão), certo? Aí eu te pergunto, e a Soberania de Deus como fica?

    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo, não entendi sua pergunta.

    Você acredita que DEUS é somente soberano quando influência as pessoas a pecar?

    Bem, DEUS não é de ficar influenciando NÍNGUEM a pecar e muito menos desobedêce-lo e mesmo assim ELE continua sendo SOBERANO.

    A queda de Adão foi 100% obra dele e destarte, herdamos seu "livre-arbítrio" que o fez desobedecer a DEUS, sua morte espiritual e total separação do Criador.

    E DEUS? Continua sendo SOBERANO, uma vez que esse atributo divino INDEPENDE dELE influenciar o homem a pecar ou não, não é esse o cerne da questão, quando DEUS é soberano, pois ELE SEMPRE será soberano... Quem foi seu conselheiro?

    Agora voltando ao tema que quero entender da sua parte:

    Porventura o irmão acredita que DEUS fez (100 - X)% e o homem deve complementar o restante com seu "livre-arbítrio" (aquele mesmo "livre-arbítrio" que levou Adão à sua morte espiritual diante de DEUS)?

    A não ser que você tenha sido feito mais perfeito que Adão para com o seu "livre-arbítrio" escolher o caminho da salvação e assim ser "agraciado" por DEUS.

    DEUS te abençõe

    ResponderExcluir
  20. Hélio,


    Se Adão, em vez de desobedecer, obedecesse a Deus, ele teria algum mérito nisso? Deus perderia sua soberania? Creio que independentemente da escolha que Adão fizesse, Deus é Soberano para dar-lhe a dádiva de escolher.

    Entendeu agora a minha pergunta a respeito de como ficaria a soberania de Deus, deixando por conta do homem toda decisão?

    Agora quanto a ser mais perfeito que Adão para fazer a escolha certa, eu deixo que a palavra diga:


    João 8

    47 -Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso vós não as ouvis, porque não sois de Deus.

    João 16

    7 -Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.
    8 -E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
    9 -Do pecado, porque não crêem em mim;
    10 -Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
    11 -E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.

    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Anônimo

    Pela sua resposta à minha pergunta, bíblica digasse de passagem, creio que o irmão nisso concorda comigo:

    A tua salvação veio único e exclusivamente por intermédio de DEUS, 100% e não (100 - X)%, sendo o "X" a parte que lhe cabe ainda complementar (teria o autor e consumador da nossa salvação realizado a SUA OBRA por nós apenas em partes? Então não deveria ser chamado de "Consumador").

    Ao menos é isso que entendo ao ler as passagens abaixo já mencionadas por você:

    João 8

    47 - Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso vós não as ouvis, porque não sois de Deus.

    João 16

    7 - Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.
    8 - E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
    9 - Do pecado, porque não crêem em mim;
    10 - Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
    11 - E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.

    E também concordo com sua pessoa quando disse em resposta ao Clóvis que pelo seu "livre-arbítrio" você não é capaz de se livrar da lei da semeadura.

    Em que discordamos?

    DEUS te abençõe

    ResponderExcluir
  23. LIVRE ARBITRIO EH RIDICULO, SENHORES.
    vcs tem que passar horas discutindo ate onde vai os limites???
    kkkkkkkkkkkkkkkkk
    que bela palhaçada!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  24. POR FAVOR, .......

    que ninguem ordene a DEUS a me ABENÇOAR.

    TIPO:

    DEUS TE ABENÇOE.

    Faça-me o favor.

    ResponderExcluir
  25. Dizer "Deus te abençoe" não se está dando uma ordem ao Senhor, mas expressando um desejo de que a pessoa seja abençoada por Deus.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  26. O ploblema aqui está no fato de que a carta não foi postada na íntegra. Wesley era Ecumênico e conciliador. Procurava conviver bem tanto com Calvinistas, quanto com Católicos E PROCURAVA VER Cristo tanto em um quanto no outro grupo. Whitefield, seu grande amigo de início do movimento Metodista era Calvinista convicto, não puderam seguir juntos, mas no culto funeral de Whitefield Wesley pregou um grande sermão reconhecendo Cristo na vida dele apesar de suas diferenças. Na verdade o texto acima citado servia apenas para dar abertura na discussão que se seguiria:as diferenças entre o Calvinismo e aquilo que ele cria. A doutrina Metodista foi baseada sobre a base Anglicana, e dos 39 artigos Anglicanos, Wesley manteve 25 e retirou 14, principalmente os que eram essencialmente Calvinistas. O Arminianismo de Wesley é muito mais profundo do que o de Arminius, pois ele reconheceu sim uma predestinação, mas baseada na preciência e não como no sistema Calvinista, que coloca a salvação limitada a apenas alguns. O que de fato Wésley entendia é que Deus viu o homem caído incapaz de ter comunhão com Deus, mas Deus enviou a sua graça para que ao ouvir a mensagem todo o homem possa responder livremente positiva ou negativamente à salvação. Sedo assim, se negar, o homem de forma alguma poderá culpar a Deus, mas se responder positivamente nunca poderá se gloriar, pois a fé não vei dele, mas de Deus. Este é o resumo daquilo que Wesley de fato cria.

    ResponderExcluir
  27. Sendo assim, julgo impossível, colocar o maior dos Arminianos como Calvinista, seria como adotar o apóstolo Paulo como o maior judaizante da história da Igreja.

    ResponderExcluir
  28. Pr. Claudiney,

    De forma alguma quis apresentar Wesley como calvinista. Sei bem que ele não o era.

    Porém, a visão dele da incapacidade humana não deixava nada a dever ao T da TULIP calvinista. A saída para fugir das implicações lógicas foi inventar a graça preveniente universal, que pretende tornar possível a salvação de todos mas não salva ninguém de fato.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  29. Querido Clóvis, sua citação é falaciosa e cria sofismas a respeito do pensamento de Wesley. Não sei se é fruto de desconhecimento a respeito da doutrina ou se falseio doloso da mesma, quero crer que não, mas o advirto que tire esta postagem se de fato é cristão pois esta ensinando mentira e será cobrado por isso, e procure conhecer toda a doutrina wesleyana, ainda que seja para contrapô-la, mas de modo digno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Unesdo,

      Conforme disse na resposta ao seu primeiro comentário, você deve dirigir a acusação de falseio doloso a BURTNER, R.W. e CHILES, R.E., que compilaram as citações e ao Instituto Metodista Bennett que publicou a obra Compêndio da Teologia de John Wesley, da qual extraí a citação, sem adicionar nem tirar nada dela.

      Em Cristo,

      Excluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.