Conhecimento e predestinação

Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. Rm 8:29

O propósito da graça de Deus vem exposto nos versículos 29 e 30 por meio da proposição chamada "sorites", na qual o predicado lógico de uma cláusula torna-se o sujeito lógico da seguinte. Aqui, a nova criação — uma comunidade de homens e mulheres conformes à imagem de Cris­to (que é, Ele próprio, "a imagem de Deus", 2Co 4:4; Cl 1:15), é vista como sendo desde o princípio o objetivo da presciencia de Deus e de Sua misericórdia que se expressa na predestinação. Para os escritores do Novo Testamento, o cumprimento desse propósito está incluído nas palavras criadoras de Gênesis 1:26: "Façamos o homem à nossa imagem, confor­me a nossa semelhança." A velha criação é, por si mesma, insuficiente para tornar essa meta uma realidade: precisa da obra redentora de Cristo e da Sua conseqüente posição de Cabeça da nova criação, "a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos". Aquele que é "o primogênito de toda a criação" na velha ordem porque "tudo foi criado por meio dele e para ele", é também, pela ressurreição, a cabeça de uma nova ordem, "o princípio, o primogênito de entre os mortos" (Cl 1:15-18, RS-V, AA).

Com relação às palavras "aos que de antemão conheceu", têm aquela conotação da graça motivadora da eleição muitas vezes presente no verbo "conhecer", no Velho Testamento. Quando Deus toma conhe­cimento das pessoas desta maneira especial, faz recair nelas a Sua es­colha. Ver Amós 3:2 ("De todas as famílias da terra somente a vós outros vos conheci", AV); Oséias 13:5 ("Eu te conheci no deserto"). Podemos também usar para comparação a própria linguagem de Paulo em 1 Coríntios 8:3 ("Mas se alguém ama a Deus esse é conhecido por ele"); Gálatas 4:9 ("agora que conheceis a Deus, ou antes sendo conhecidos por Deus"). Este aspecto do conhecimento divino é também salientado no Regulamento da Comunidade, de Qumran: "Do Deus de Conhecimento provém tudo o que é e que será. Antes de existirem, Ele estabeleceu todo o desígnio para eles, e quando, conforme foi determinado para eles, vêm à existência, é de acordo com o Seu glorioso desígnio que eles realizam as suas obras".

F. F. Bruce
In: Romanos: introdução e comentário

20 comentários:

  1. F.F. Bruce sempre esclarece com ímpar virtuosidade. Também postei uma pequena parte dessa mesma obra. Conferir:http://nilsondebarros.wordpress.com/2010/11/13/f-f-bruce-a-carne-o-velho-e-o-novo-homem/

    ResponderExcluir
  2. eu não acredito nessa doutrina de predestinação,deus criou todo mundo para morar nos ceus,depende de cada um escolher.

    ResponderExcluir
  3. Nunca vi tanta bobagem.
    Deus predestinou todos para a salvação, mas muitos escolhem os pecados do mundo.
    Vcs se apegam a um termo na Biblia, e dele criam sua propria doutrina( destorcem a verdade da Biblia). Fico triste por pessoas que não estudam a Biblia e acreditam nesses charlatões que pregam a predestinação porai.
    Aqueles que estudam a Biblia com sinceridade vão ver que Deus faz questão que todos se salvem( Ele nos predestinou- todos nós), mas muitos escolhem caminhos que levam ao pecado.
    Se realmente Deus ja tem seus escolhidos( predestinados), o diabo ta desempregado, vc nâo acha?? Outra pergunta: Se Deus ja tem seus escolhidos, pra que o diabo existe?? Pra tentar aqueles que ja estão perdidos??? RESPOSTA: NÂO.
    O diabo existe, e esta no nosso meio trabalhando pra que cada um cometa pecados e assim nos afastar dos caminhos de Deus.
    SALVAÇÃO, não é uma questão de predestinação e sim uma questao de obediência.
    Obedeça os mandamentos de Deus(inclusive o quarto) e VIVA o testemunho de Jesus Cristo, ai sim, vc sera salvo.

    ResponderExcluir
  4. Esses anônimos chegarão no céu para testemunhar diante do Pai... "- Obrigado por enviar o seu Filho e tudo mais, mas deixa eu te contar uma coisa... se não fosse por minha obras, eu tinha parado lá embaixo né!?" Muitos naquele dia dirão que fizeram obras em Seu nome e não entrarão... o que será que deu errado? Vai depender da qualidade da obra então?

    ResponderExcluir
  5. KKKKKKKKK esse anônimo aí de cima está bem fora da casinha, só falta Jesus na vida dele. Imaginem, depender de nós seres humanos para sermos salvos, o céu estaria vazio e o inferno cheio.

    Obrigado Senhor por tua maravilhosa Graça!!!

    Abraços a todos

    Anderson Demoliner

    Sola Gratia

    ResponderExcluir
  6. Chega a ser engraçado o número de falácias que ouvimos por ai a respeito do ensino da predestinação.

    Essa do "diabo desempregado" foi pra caba com a feira!

    Vou citar mais algumas:

    1 - Se tem predestinação não precisaria Jesus Cristo morrer na cruz.
    2 - Se Deus realmente escolhe pessoas para a salvação não faz sentido ele chamar os outros para que se arrependam.
    3 - A predestinação ensina que Deus rejeita as pessoas que creem nEle por que elas não estavam predestinadas e salva pessoas que rejeitaram a Cristo por que eles estavam predestinados.

    Quanta bobagem!

    E você caro irmão, se lembra de mais alguma?

    ResponderExcluir
  7. 4 - Se a predestinação é verdadeira, somos robôs.

    ResponderExcluir
  8. 5 - Todos foram predestinados para a salvação. A escolha de permanecer predestinado ou não é sua, pois Deus não interfere no nosso livre-arbítrio.

    ResponderExcluir
  9. Sem livre arbítrio não existe responsabilidade humana, logo se deduz que Deus é a causa do mal.

    Portanto Deus é um ser imperfeito.

    Sou o que sou por causa de Deus.

    Realmente não passo de um espantalho. Isso é o que representa o pensamento calvinista.

    ResponderExcluir
  10. não sei se é apenas ignorância ou pura vontade de "ser" algo importante que move esses argumentos Arminianos, tenebrosos argumentos sem base alguma.
    aos anônimos:
    "quanto nos mantemos no anonimato escondemos nossa identidade e revelamos nosso caráter"

    ResponderExcluir
  11. O que o calvinista precisa fazer para ser salvo? Resposta NADA.

    De que o calvinista precisa para se salvar? Ser um ELEITO e mais nada. ( o resto não tem a menor importância, tudo começa pela eleição e o restante vem como complemento)

    O que o calvinista não pode fazer segundo a bíblia? Nada já que está debaixo da graça. Ele esta aqui pra desfrutar das bênçãos do Senhor, não esta sujeito as obras da lei como os demais nem a lei da semeadura. Tudo em sua vida esta determinado para agradar a Deus.

    Anônimo, ou outro

    ResponderExcluir
  12. Anônimo,

    Contrariando o que pensa ser o calvinismo, você disse que:

    1. "Sem livre arbítrio não existe responsabilidade humana";
    2. "logo se deduz que Deus é a causa do mal".

    A primeira coisa que eu gostaria de lhe perguntar é se a premissa 1 é verdadeira no sentido bíblico. Em que parte da Bíblia a responsabilidade está fundamentada no livre-arbítrio do homem? Em lugar nenhum, a responsabilidade humana depende de outras coisas, e não do livre-arbítrio. Leia o artigo em que falo "Sobre Livre-Arbítrio e Responsabilidade" e tire suas conclusões.

    A segunda considerações que faço é que você deve se perguntar o seguinte: o mal existe ou é apenas ausência de bem? Se o mal existe, foi criado. Se foi criado, o foi por quem criou todas as coisas. Quem criou todas as coisas é Deus, do contrário cairíamos no dualismo, a crença de que existem dois poderes iguais e opostos no universo, sendo Deus um deles. Por outro lado, se o mal não existe como entidade ontológica, sendo ausência ou afastamento do Sumo Bem, o livre-arbítrio que leva o homem para longe de Deus é o causador do mal. Faça sua escolha.

    Finalmente, a sua conclusão não segue a premissa. Deus poderia ser o causador do mal e o homem ter livre-arbítrio. Aliás, Deus poderia ser o causador do mal e o homem sequer existir. Enfim, a premissa não torna a conclusão necessária.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  13. Anônimo,

    Você tira ainda uma outra conclusão lógica de sua premissa:

    1. Sem livre arbítrio não existe responsabilidade humana;
    2. Portanto Deus é um ser imperfeito.

    Sobre a falsidade da premissa, eu já falei no comentário acima. Vejamos agora como esse seu outro argumento não tem consistência lógica (já que você não argumenta biblicamente, mas logicamente, seguirei nessa linha).

    Na verdade, você está dizendo o seguinte:

    1. Se o homem é ou possui a característica A, então
    2. Deus é ou possui a característica B.

    Percebe que você está concluindo sobre a natureza de Deus a partir da natureza humana? Você olha para o homem para descobrir como Deus é. Comete a falácia referencial. Deus não reflete é à imagem do homem, o homem é a imagem de Deus. Esse é seu principal erro, definir a divindade a partir da humanidade. Mas quero mencionar outra falha.

    Você está falando de seres diferentes. Não posso dizer "se os cachorros são o melhor amigo do homem, então os gatos sãos eus piores inimigos". Por que? Porque a característica do cachorro não é afetada pela característica do gato. Claro que você pode dizer que no caso de Deus e do homem, o ser de um depende do ser do outro. É vero. Mas aí voltamos para o parágrafo anterior e precisamos definir quem é o referencial.

    Resumindo: é bom não concluir sobre teologia a partir da antropologia, mas fazer o contrário.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  14. Anônimo,

    Finalmente, você disse "sou o que sou por causa de Deus".

    Sei que você discorda dessa afirmação. Você acha que é o que é por conta própria. Porém, o que a Bíblia diz?

    Diz que "dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." (Rm 11:36) e isso deve incluir você. Se você é crente, há de afirmar que "pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo" (1Co 15:10).

    Mesmo que você esteja se referindo ao fato de ser pecador, você só o é por causa de Deus. "Pecado é a transgressão da Lei" (1Jo 3:4), bem entendida, a Lei de Deus. Nos tornamos pecadores por causa da lei de Deus, que antecede ao pecado "E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri" (Rm 7:9).

    A verdade, meu amigo, é que dependemos de Deus até para pecar.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  15. Hugo André,

    por causa do pecado, tudo em nós está manchado, até nosso pensamento e nossa lógica.
    Assim como os ateus, os arminianos (os concientes) estão seguindo uma lógica do mundo, e não escrava da Palavra.

    Resumindo tudo, é isso.

    ResponderExcluir
  16. Clóvis,

    Parabéns, você argumenta muito bem, mas um bom argumentador, por si só, pode até demonstrar que dois mais dois são cinco, provar é que são elas.

    Com base bíblica eis o que creio;

    Com a ajuda do Espírito Santo, somos livres assim como Adão foi antes da queda, e podemos semear livremente apenas com um detalhe que a colheita não é livre e sim obrigatória, ou seja, aquilo que plantarmos isso colheremos. Essa é a lei da vida que rege o mundo.

    ResponderExcluir
  17. Pois é anônimo.

    E qual foi a missão de Cristo na cruz nessa história toda que você contou?

    Porventura nao foi de nos livrar dessa dita "lei da semeadura" fazendo sofrer por nós o que de nós se exige e colhendo em nosso lugar o que nós como transgressores da Lei de Deus deveríamos colher, isto é, maldição?

    Se não fosse essa obra na cruz realizada pelo Cordeiro Imaculado não teria "ajuda do Espírito Santo", eleição, predestinação e "livre-arbítrio" capaz de introduzir o homem no céu.

    ResponderExcluir
  18. Anonimo,

    Você disse para o Clóvis:
    "Parabéns, você argumenta muito bem, mas um bom argumentador, por si só, pode até demonstrar que dois mais dois são cinco, provar é que são elas.

    Com base bíblica eis o que creio;"


    Mas você não usou sequer um verso bíblico para defender o que você crê.
    Ou seja, você está agindo da mesma forma que, segundo você, o Clóvis está age.


    Um abraço.

    ResponderExcluir
  19. Hélio,

    Vigiai e orai.

    Gálatas 6

    6 E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui.
    7 Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.
    8 Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.
    9 E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido.
    10 Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé.

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.