Que tipo de Deus elege e predestina?


A eleição é vista por muitos crentes sinceros e zelosos como uma nuvem negra que encobre a glória de Deus, quando não uma nódoa horrível em seu caráter. Pensam que a doutrina da eleição faz de Deus um ser arbitrário, injusto e cruel. Mas Paulo não tinha esse tipo de preocupação, muito pelo contrário. Ele apresenta a doutrina da eleição associando-a às mais elevadas qualidades de Deus, como o amor, a misericórida, a graça e a sabedoria.

Amor

O Deus que elege é um Deus de amor. Paulo escreve que "em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade" (Ef 1:4-5). O caráter amoroso da eleição também é percebido na palavra "beneplácito", que algumas versões traduzem como "desígnio benevolente", "bom propósito", "prazer" e "benevolência". Por isso Paulo refere-se aos crentes "como eleitos de Deus, santos e amados" (Cl 3:12) adicionando "reconhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição" (1Ts 1:4).


Misericórdia

Quando Paulo escreve sobre a eleição, tomando Jacó e Esaú como exemplo, diz que "não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse)" (Rm 9:11), conclui que "não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia" (Rm 9:16). Os que pedem uma eleição justa se esquecem que a Escritura não faz da eleição um ato de justiça, mas de misericórdia. Porém, nem por isso é injusta, pois é sem negar o que é de direito de todos que Deus elege a quem não merece ser escolhido.


Graça


O apóstolo da graça é também o apóstolo da eleição. Por isso é com naturalidade que ele escreve que "no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça" (Rm 9:5). Paulo não poderia ser mais claro, mesmo assim esclarece mais, dizendo que "se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça" (Rm 9:6). Fazer a eleição depender de algo que o homem faz, seja o que for, até mesmo um ato de fé, não apenas deturpa a eleição em si, mas atenta contra a natureza da graça.


Sabedoria


Rejeitar a eleição apenas porque a mesma está mergulhada em mistério é falta de fé num Deus que é infinitamente sábio. Paulo preferia louvar a sabedoria de Deus nos aspectos que não compreendia na eleição. "Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus!" (Rm 11:33), exclamou. A incondicionalidade da eleição é exaltada na pergunta "Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído?" (Rm 8:35) e na conclusão "porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!" (Rm 8:36).


Concluímos que para o apóstolo Paulo o Deus da eleição é o Deus de amor e misericórdia que age graciosa e sabiamente. Isso deveria bastar para tranquilizar as mentes e corações que não conseguem aceitar um Deus arbitrário que elege sem nenhum fundamento. Pois o Deus da eleição soberana e graciosa não é assim.


Soli Deo Gloria


22 comentários:

  1. Clóvis estava pensando aqui.
    E se fizéssemos (posso te ajudar ou fazer) um ebook com as postagens do 5S?
    E do teologia e vida
    e de todos calvinistas ^^
    E colocaríamos para download free

    ResponderExcluir
  2. Interessante, curioso e por demais parcial.

    ResponderExcluir
  3. Negar a eleição é negar o óbvio ululante. Porém, por outro lado, querer 'chegar ao âmago' dos pensamentos de Deus' - como fazem alguns - é, digo mais uma vez, tentar aprisioná-Lo dentro da nossa miserável e insignificante humanidade. Tudo isto para dizer que "ninguém neste mundo pode afirmar quais e tais as motivações íntimas de Deus no momento em que promulgou o decreto eterno da eleição". Há, pois - e eu tenho certeza disso - mistérios insondáveis nesse ato de Deus, que somente a Ele pertence.

    Em Cristo.

    Ricardo

    ResponderExcluir
  4. Calvinistas de plantão

    Que tipo de Deus elege e predestina?

    Eis o exemplo abaixo, dessa menina adventista, vejam e comentem.

    http://www.orkut.com.br/Main#FavoriteVideoView?uid=13512018652374486975&ad=1236367490

    "Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus!"

    ResponderExcluir
  5. Para fundamentar o meu comentário em epígrafe, cito trecho de um texto de Kuiper:

    "Ao procurarmos relacionar com a evangelização esta fase daquilo que normalmente é denominado "a secreta vontade de Deus", convém lembrar que estamos lidando com um profundo mistério, que estamos em terra santa, onde os anjos temem pisar, que o homem finito não pode nem começar a compreender o Deus infinito, e que, portanto, temos que ser sóbrios, evitando escrupulosamente qualquer especulação humana e apoiando-nos estritamente na segura Palavra de Deus."

    Em Cristo.

    Ricardo

    ResponderExcluir
  6. Vini,

    Ótima idéia. Mas não sei bem como fazer isso.

    Seria interessante fazer um por ano. Tipo, "Cinco Solas 2009" e ano que vem, "Cinco Solas 2010"...

    Me ajuda?

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  7. Roger,

    Obrigado pelo interessante e pelo curioso. Mas não entendi o parcial, no caso.

    Você teria alguma qualidade divina que a Bíblia associa com a eleição e que não seja "positiva"?

    Em Cristo,

    Clovis

    ResponderExcluir
  8. Anônimo,

    Obrigado por postar o link desse vídeo. Eu já o conhecia e é um exemplo de vida.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  9. Amigos,

    O problema não é lidar com o Deus de amor da doutrina calvinista e sim, com o Deus da ira inventada pela mesma. Na bíblia fala-se da ira de Deus, mas de Deus da ira!!! Seria como se tivesse fazendo uma divisão de Deus em bom para os eleitos e mau para os réprobos. Tem isso na bíblia? Eu nunca vi.

    ResponderExcluir
  10. Ajudarei sim Clóvis.
    Irei pensar melhor.
    Por enquanto estou meio ocupado com o "Reformanda" do VE, mas logo pensarei em algo

    ResponderExcluir
  11. Caro Anônimo II,

    Compreendo sua dificuldade com a doutrina da eleição em relação ao caráter de Deus. E compreendo porque passei por essas mesmas dúvidas até que vencido pelas evidências bíblicas disse que poderia aceitar, mas não amar essa doutrina.

    Hoje não apenas creio no que a Bíblia diz, como também amo essa doutrina e amo o Deus que elege e predestina.

    Mas veja como suas objeções se baseiam não no que a Bíblia diz, mas naquilo que você acha que não poderia ser dito de Deus.

    Que a eleição é relacionada com o caráter bondoso de Deus não há dúvida, os textos bíblicos mencionados acima provam isso, como você bem reconhece.

    Mas onde a Bíblia diz que a eleição faz de Deus um ser mau? Mesmo para os réprobos? Um juiz que condena um criminoso de acordo com a lei pode ser chamado de mau? O que Deus faz para com os réprobos é apenas aplicar a Sua justiça, nada além disso.

    Irmão, não faço a eleição uma doutrina fácil, palatável ao homem moderno. Mas ela é bíblica e não a podemos rejeitar ou diluí-la, mesmo que a motivação seja resguardar o caráter de Deus.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  12. Ricardo,

    De fato, só conhecemos sobre a eleição aquilo que Deus revelou na Sua Palavra, não nos sendo permitido especular a respeito do que está sob o véu.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  13. Muitos anos fui doutrinada pelo arminianismo,me confrontei com Deus e sua palavra,nao conseguia entender mas o Espirito Santo me convenceu e estudando profundamente a palavra de Deus,me convenci e hj aceito e amo essa fe reformada.Deus nao e injusto com ninguem,ele foi e misericordioso com alguns e os elegeu para serem salvo,mereciamos e inferno pela nossa desobediencia.Mas o amor de Deus e incondicional a vontade e obras do homem,Glorifico a Deus por ele ter escolhido amar.Graca e paz!!

    ResponderExcluir
  14. J. Osiris Thomaz de Almeida2 de novembro de 2009 17:35

    Prezado Irmão Clóvis.
    Calvino ter entendido a predestinação em 1530 (+ ou -), ´foi maravilhoso. Foi uma evolução no estudo e conhecimento da Bíblia na época, mas, hoje continuarmos tendo esse pensamento, é não querermos entender e aceitar o que nesses quase quinhentos anos pudemos aprender das sagradas escrituras. Somos TODOS predestinados para a salvação( II Pedro 3:9 "...., não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento"). Com a queda de Adão, fomos todos predestinados a morrer (I Coríntios 15:22 “Porque assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão glorificados em Cristo). A salvação vem pela graça, e está dísponível a quem queira ( Apocalipse 3:20 "Eis que estou à porta e bato; SE ALGUEM OUVIR a minha voz..."). Deus AMA A TODOS, e não a quem Êle escolhe, e nos dá o direito de escolha (Jeremias 21:8 "A este povo dirás: Assim diz o Senhor: Eis que PONHO DIANTE DE VÓS o caminho aDA VIDA E O CAMINHO DA MORTE"), ou ( Deuteronomio 30:15 "Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal"). Encerrando, com dois outros versículos : I Tessalonicenses 5:9 " porque Deus NÃO NOS DESTINOU para a ira, mas PARA ALCANÇAR A SALVAÇÃO mediante nosso Senhor Jesus Cristo", e como diz João 3:16 " Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que TODO o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna". Prazado Clóvis, que Deus lhe abençoe. Você perguntou na Mira da Verdade de que denominação eu era, e lhe informo que era da I. Presbiteriana do Brasil. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  15. Katia,

    Eu acredito que todos os que se converteram num meio arminiano passaram por grande dificuldade até aceitar, amar e defender as doutrinas da graça.

    Que Deus te abençoe muito.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  16. J. Osiris,

    Obrigado pela sua visita e por dizer sua antiga denominação. Como eu desconfiei, não tivemos a mesma origem denominacional, pois eu fui chamado e permaneço numa pequena congregação da Igreja O Brasil Para Cristo.

    Sobre sua afirmação de que todos foram predestinados à salvação, por favor leia as respostas que dei ao Prof. Leandro netes blog, e me aponte onde está a falha de minha argumentação.

    Também convido-o a ler a resposta ao primeiro estudo dele, a ser publicado em breve. Você reclamou que antes de se tornar adventista apenas te falaram para crer na predestinação, sem apresentar os argumentos para isso. Aqui você os encontrará.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  17. 1 Timóteo 2
    3 Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador,
    4 que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade.

    Não esqueça de agregar junto a eleição de Deus o fato de Deus não privar homem algum da salvação, sabendo que Ele não faz acepção de pessoas e quer que todos os homens se salvem!

    Mateus 10:22 E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.

    Apocalipse 2:26 E ao que vencer e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,

    Apocalipse 3:21 Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono.

    Tente associar o que está intimamente ligado pela grandeza de Deus!

    2 Timóteo 1:9 que nos salvou e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos dos séculos,

    Efésios 2
    8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus.
    9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie.

    Aceitas perseverar no propósito gracioso ao qual Cristo Jesus tem nos oferecido há muito tempo?

    E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. (Filipenses 4.7)

    ResponderExcluir
  18. Clóvis

    O J. Osiris falou de um tanto de versiculos onde diz examente o contrario do que vc crê. O que é feito com eles, partindo do fato que a doutrina calvinista é que é a certa. Ignore-os somente, faz de conta que não estão na bíblia.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo aí de cima,

    Ao contrário do que você afirma, todos os versículos citados pelo Osíris afirmam o que creio de todo o coração. Eu não os ignoro, pelo contrário, interpreto-os à luz do ensinamento geral das Escrituras. Veja na barra lateral que há uma lista de versículos apresentados como prova de que o calvinismo está errado. E há outros tantos que ainda irei acrescentando uma análise conforme Deus der graça.

    Segundo Pe 3:9, trata dos crentes, pois Pedro diz "O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se". A promessa do Senhor é para os Seus e não para o mundo, pois para este a Palavra é "no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade. É clara a distinção que o apóstolo faz entre os que crêm (que serão salvos na Sua vinda) e os que não crêem (que perecerão). Logo, onde está a predestinação para todos nesta passagem?

    Primeira a Coríntios 15:22 afirma que “todos serão glorificados em Cristo". A menos que o Osíres e você defendam que todos a humanidade será salva, o "todos" aqui só pode se referir aos que estão em Cristo. Cadê a predestinação de toda a humanidade para a salvação?

    Apocalipse 3:20 "Eis que estou à porta e bato; SE ALGUEM OUVIR a minha voz...", não se refere à salvação "a quem queira". O texto nada tem a ver com apelo ao pecador, aliás é dirigida a crentes (em breve você lerá neste blog a análise que fiz dessa passagem).

    Deus propôr Deus escolhas ao homem, como em Jr 21:8 "A este povo dirás: Assim diz o Senhor: Eis que PONHO DIANTE DE VÓS o caminho aDA VIDA E O CAMINHO DA MORTE"), ou em Dt 30:15 "Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal"), não significa que o homem faça boas escolhas. Leia o livro de Jeremias e verá que apesar de Deus ter proposto a vida eles escolheram a morte. E leia a análise que fiz de Dt 30:19 (coluna ao lado "Textos arminizados") e verá o mesmo resultado. Não negamos as escolhas livres dos homens, negamos que ele possa por si mesmo fazer boas escolhas.

    Sobre 1Ts 5:9 " porque Deus NÃO NOS DESTINOU para a ira, mas PARA ALCANÇAR A SALVAÇÃO mediante nosso Senhor Jesus Cristo", leia com atenção e verá que não se refere á humanidade toda, mas aos salvos por Jesus Cristo. Portanto, não há aqui predestinação universal.

    E Jo 3:16 "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que TODO o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" diz que será salvo apenas o que crê (cadê predestinação universal), resta saber quem crê. At 13:48 diz que apenas os que foram destinados para a vida eterna é que crêem em Jesus.

    Como você vê, não ignoramos os versículos que aparentemente depõem contra a doutrina da predestinação. Vocês sim é que ignoram as passagens bíblicas que não apenas insinuam, mas declaram abertamente que Deus predestina para a salvação e que todos os predestinados são infalivelmente salvos.

    Não lembro de ter visto um anônimo chegar aqui, pegar os versículos que utilizei e demonstrar que fiz mal uso deles. Logo, quem ignora a Bíblia?

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  20. Caro bloguista,
    Antes de mais quero felicita-lo pela maneira como apresentou o tema e como tem respondido às questões colocadas.
    Depois de ler atentamente, tenho algumas questões/observações:
    1) Sendo este um blog evangélico, creio que tem como finalidade expor as verdades do evangelho e que as pessoas ao lerem conheçam a Deus. Se o que diz sobre a eleição é verdade, então tudo o que escreve é tempo perdido, porque eu já estou no inferno e como não fui eleito nada me fará sair de lá.
    2) Se Deus escolhe e tem todo o poder, porque não salva todos, uma vez que a Bíblia afirma categoricamente que Deus quer que todos se salvem?
    3) Se Deus elegeu os salvos antes de Jesus morrer, então é lógico concluir que Jesus só morreu pelos eleitos e não pelo mundo inteiro.
    4) Se Jesus não morreu pelo mundo inteiro, mas Deus quer salvar o mundo inteiro, então terei que concluir que tem um poder limitado.

    Obrigado pela atenção.
    Um amplexo.

    Adn

    ResponderExcluir
  21. Irmão Adn,

    Obrigado pela visita, comentário e felicitações. A graça é de Deus, logo a glória também. Vou tentar responder, de forma sucinta, as suas questões/observações.

    1)Se você se sente um não eleito e se vê no inferno, e se este é um sentimento sincero então tenho boas notícias para você: Jesus veio te buscar e morreu por você. Os sãos não precisam de médicos, e sim os doentes. Se for o caso, este blog já justificou a existência.

    2) Aqui neste blog você encontra a resposta para isso. E há outras respostas, apresentadas por aqueles que não concordam comigo. Pois a questão "se Deus quer salvar a todos e não salva, é por que não pode?" não é uma objeção aos calvinistas apenas, mas aos cristãos em geral. Minha resposta pode ser lida em Deus quer salvar a todos e corroborada por Nota sobre 1Tm 2:4.

    3) Sua lógica está correta.

    4) Novamente, sua lógica está correta, a depender de como você entende o querer de Deus (vide os dois links que citei).

    Deus te abençoe.

    Clóvis

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.