O segredo de John Wesley

Durante 53 anos de um ministério incansável, Wesley chamou a si mesmo de "homem de um livro só" — a Bíblia. Ele escreveu, todavia, mais de 200 livros, editou uma revista, compilou dicionários em quatro línguas — tudo escrito a mão. Ele percorreu a Inglaterra a cavalo, num total de 250.000 milhas. Durante anos, fez uma média de 20 milhas diárias e muitas vezes andava 50 a 60 e até mais milhas por dia, parando para pregar ao longo do caminho. Ele pregou 40.000 sermões — raramente menos que dois por dia e às vezes sete, oito ou até mais.

Aos 83 anos queixou-se de que não podia ler nem escrever mais de 15 horas por dia sem que os olhos doessem. Lamentou não poder pregar mais que duas vezes por dia, e confessou sua crescente tendência de permanecer na cama até as 5.30 da manhã. Aos 86 continuava levantando-se nessa hora para orar.

Qual o segredo da sua tremenda energia ou, mais ainda, o segredo do selo continuado de Deus sobre o seu ministério? As anotações da sua agenda nos dias 3 e 15 de outubro de 1738 evidenciam os seus anseios por uma experiência mais profunda. Os historiadores apontam para uma ocasião, seis meses depois do seu novo nascimento. Ouçam as palavras dele, escritas no diário: "Segunda-feira, 1º de janeiro de 1739. Os srs. Hall, Kinchin, Ingham, Whitefield, Hutchins e meu irmão Charles estiveram presentes à nossa festa de confraternização em Fetter-lane, com cerca de 60 de nossos irmãos. Às três da manhã aproximadamente, enquanto continuávamos em oração, o poder de Deus veio poderosamente sobre nós, a ponto de muitos clamarem por júbilo e outros tantos caírem no chão. Tão logo nos recobramos um pouco desse temor e surpresa com a presença de Sua majestade, falamos todos juntos: 'Te louvamos, ó Deus, reconhecemos que Tu és o Senhor'".

Wesley Duewel
In: Em chamas para Deus

5 comentários:

  1. "...a ponto de muitos clamarem por júbilo e outros tantos caírem no chão. Tão logo nos recobramos um pouco desse temor e surpresa com a presença de Sua majestade, falamos todos juntos: 'Te louvamos, ó Deus, reconhecemos que Tu és o Senhor'"."

    Quanta diferença entre o cair ante a Majestade divina, e o "cair no espírito" que vemos hoje.

    Em Cristo,

    Ednaldo.


    P.S. Não consegui escrever espírito com E (maiúsculo). :\

    ResponderExcluir
  2. Paz Clóvis,

    Você poderia parar de postar esse tipo de artigo?? É que me dá um peso na cosciência depois de os ler. Me sinto um inútil, ante a grandeza de homens de Deus como Wesley, Whitefield, Moody, Edwards, e muitos outros.

    Sou um servo inútil.

    Em Cristo,

    Ednaldo.

    ResponderExcluir
  3. TODO O HOMEM QUE TEM UMA COMUNHÃO COM O ESPIRITO SANTO,QUE TEM UMA VIDA ABNEGADA VERDADEIRAMENTE A ELE CONCERTEZA VIVERÁ O QUE O WESLEY VIVEU.
    PEDRO,PAULO,FELIPE,WESLEY,G.WHITEFIELD,C.FINNEY E TANTOS GRANDES HOMENS QUE FORAM LEVANTADOS POR DEUS TIVERAM ESSA COMUNHÃO COM O ESPIRITO SANTO !
    TODOS ESTES GRANDES HOMENS MORRERAM,MAS NÓS ESTAMOS VIVOS,ESSE É O TEMPO DE DEUS AGIR ATRAVÉS DE NÓS.PAZ DO SENHOR FUTUROS AVIVALISTAS DA HISTÓRIA.

    ResponderExcluir
  4. Ronaldo,

    Concordo. Apenas não podemos adotar uma atitude de desdém, como quem diz: "no lugar deles eu faria melhor".

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.