Voltei

Depois de um período sem postar, retorno às atividades quase normais deste blog. Quase normais porque não sei se conseguirei manter o ritmo em que vinha.

Aproveito para esclarecer, agradecer e pedir.

Esclareço que este blog não é e não pretende ser original. Boa parte daquilo que posto é obtida em fontes diversas, as quais sempre procuro mencionar com link para o post original. Algumas coisas, porém, desconheço a fonte e você pode me ajudar indicando sempre que eu não souber. Algumas coisas podem ser ditas de minha autoria. Procuro destacar isso escrevendo em azul, como nesta postagem. Mas mesmo assim, estou em débito com aqueles que contribuíram com meu conhecimento e para ser justo não posso me considerar "proprietário" do que escrevo. No máximo, sou responsável.

Agradeço aos que me honram com sua leitura e me enriquecem com seus comentários. O agradecimento é especial àqueles que discordam de mim e que me levam a reexaminar meus pontos de vista e corrigí-los quando errados ou reforçá-los quando de acordo com a verdade bíblica. Agradeço também aos que recomendam meu blog, seja colocando um link em seu blog, enviando meus posts por email com indicação da fonte ou recomendando aos seus conhecidos.

Peço que se você puder contribuir de alguma forma com a divulgação do mesmo, agradecerei, pois mesmo não tendo finalidade comercial, espero que muitas pessoas desfrutem das idéias colocadas no ar.

No meu próximo post, exporei a minha Declaração Pessoal de Fé.

2 comentários:

  1. Oi Clóvis,

    Que ótimo seu retorno! Eu já estava sentindo falta.

    Parabéns pelo seu Blog, ele é excelente e de grande ajuda a todos nós que desfrutamos de tudo que você tem postado.

    Paz!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o blog, realmente muito instruitivo, vou passar o endereço adiante.
    faculdade evangelica

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.